segunda-feira, 1 de outubro de 2012

O Navio Fantasma em Chamas & Outros Mistérios da Baía de Samborombóm



Imagem ilustrativa

ARGENTINA. A província de Buenos Aires (não confundir com a cidade), a Baía de Samborombóm, há décadas, é cenário de fenômenos inexplicáveis testemunhados por visitantes e moradores da região: esferas luminosas aparecem nas águas profundas do estuário do rio de La Plata, desaparecimento de pessoas e a visão espectral de um navio fantasma em chamas.



Baía de Samborombón. Foto: NASA Earth Observatory Collection, 2007.

O navio fantasma surge do nada, navegando no rio em direção ao mar. Ouvem-se gritos desesperados, como se passageiros e tripulantes estivessem aterrorizados. A embarcação flamejante é clararamente visível em suas aparições e some de repente, mesmo estando a cerca de 500 metros da costa.

Em outras ocasiões, esferas luminosas são vistas movimentando-se ou paradas, por vários minutos, perfeitamente visíveis e indiferentes aos observadores do fenômeno. Muitos desses relatos são de pescadores que freqüentam aquelas águas. 

Em 2012, pesquisadores da Fundacíon Argentina de Ovnologia (FAO), liderada pelo ufólogo Luis Burgos, fizeram uma vigília no local e coletaram relatos de testemunas.

Nos arquivos da FAO exitem registros das anomalias da Baía de Samborombóm que remontam ao ano de 1996 incluindo o avistamento das esferas, não somente nas águas, mas também em pleno vôo no céu noturno quando emitem um intenso brilho de cor rosa-laranja.


Em junho de 1965, quando a Base de Punta Indio estava sob o comando de Hugo Frontoth, ocorreu uma série de avistamentos de OVNIs que se repetiram durante três semanas. 

Os sinais detectados pelo radar GCA (Ground-Controlled Approach, capaz de monitorar o espaço aéreo em um perímetro circular com raio de 80 km) provocaram inquietude em meio às autoridades miltares. Na ocasião, o tenente Frederico Machaín perseguiu um OVNI no quadrante aéreo da cidade de Magdalena. 

Uma Comissão espacial e técnicos norte-americanos periciaram os equipamentos eletrônicos em busca de falhas e anomalias; sem resultado. Então, a Marinha Argentina instituiu um UFO Information Bureau (uma comissão especial de investigação) para acompanhar os acontecimentos.


Em novembro de 1968, em Piedra Punta Pipinas,Miguel Angel Fountrier e Hugo Bustamente encontraram um estranho círculo dformado por nove cogumelos, um deles, especialmente grande, com 70 cm de diâmetro e 30 cm de altura.


Na madrugada de 05 de abril de 1983, o empresário Jorge Semacendi e seu acompanhante Daniel Vera viajavam de carro na estrada entre Villa Gesell e La Plata, quando foram perseguidos de perto por uma pequena esfera luminosa, que os ufólogos chamam de sondas Telecptoras. 

Os viajantes tentaram escapar da perseguição, acelerando o veículo pondo em risco suas vidas. Mas o objeto acompanhou o automóvel por cerca de duas horas percorrendo uma distância de cerca de 200 km. 

Poucos minutos depois, o mais surpreendente aconteceu. Uma van, com portas traseiras abertas, ultrapassou o carro cujos faróis, permitiram ver, no interior de seu compartimento de carga, um pequeno aparelho, discóide.



Uma esfera, semelhante a esta fotografada na região, talvez, um portal, formação luminosa foi avistada, em outra ocasião, por um motorista estrada de Magdalena.

Em 1983, um avião que decolou da Base Aeronaval de Punta Indio, sumiu, perdendo contato para sempre com a torre de controle.

Em 1997, três pescadores que trabalhavam na costa da cidade de Magdalena desapareceram do barco e seus corpos jamais foram encontrados.




Samborombóm nos midia

FONTE ORIGINAL ONLINE: ARANGUREN, Sebastian. OVNIs sincronizados volaron sobre el río Samborombón. DIÁRIO POPULAR/ARGENTINA, publicado 15/05/2011. 
[http://www.diariopopular.com.ar/notas/87533-ovnis-sincronizados-volaron-el-ro-samborombn]

PARA VER A FOTO AMPLIADA: TARINGA COMUNIDAD OVNI 
[http://www.taringa.net/comunidades/ovnis/2740583/OVNIs+en+Bahia+de+Samboromb%25C3%25B3n+%2528Nota%2529.html]
Em janeiro de 2011, o helicóptero Robinson 44 da Agencia Nacional de Seguridade Vial (ANSV), pilotado por Alejandro Ferloza, partiu de Coronel Bransden em direção à costa Atlântica. Jamais chegou a seu destino. Em todos os casos de desaparecimento, nenhuma das equipes de busca e patrulhas que percorreram a área encontraram qualquer sinal ou restos das aeronaves.

Burgos acredita que os fenômenos inexplicáveis da Baía de Sambrombóm estão associados com a ação de campos magnéticos, descrita por Charles Berliz em O Mistério do Triângulo das Bermudas, livro no qual enumera outros 11 lugares do mundo onde, tal como no Triângulo das Bermudas, aeronaves e embarcações desaparecem, tragadas por um agente misterioso.

FONTES
ARANGUREN, Sebastián. Un misterioso barco de fuego en la Bahía de Samborombón.
DIARIO POPULAR/ARGENTINA, publicado em 27/09/2012.
[http://www.diariopopular.com.ar/notas/131008-un-misterioso-barco-fuego-la-bahia-samborombon]
Actividad OVNI en la Bahía de Samborombón. QUIÉNES SOMOS, QUIÉNES SON, publicado em 26/05/2011.
[http://quienessomosquienesson.blogspot.com.br/2011/04/blog-post_26.html].
OVNIs en Bahia de Samborombón.
TARINGA/COMUNIDAD OVNI, publicado em 17/05/2011.
[http://www.taringa.net/comunidades/ovnis/2740583/OVNIs+en+Bahia+de+Samboromb%25C3%25B3n+%2528Nota%2529.html]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog