sábado, 31 de janeiro de 2009

Século XIX: O Terror da Medicina


O foto-jornalismo desenvolvia-se rapidamente em meados do século XIX [19]. Na foto de William Morton, a reconstituição da primeira aplicação de anestesia pré-cirúrgica, Massachusetts General Hospital, Boston - em 16 de outubro de 1846. Crédito da foto: Library of Congress.

A medicina tem realizado enormes avanços no último século, mas houve tempo, não muito distante, em que as coisas eram bem mais... cruas. Um manual de 300 anos, encontrado recentemente na prateleira de uma biblioteca empoeirada revela as terríveis técnicas praticadas no passado em nome da recuperação da saúde.

Escrito em 1712, o Treatise of The Operations of Surgery, descreve, por exemplo, os brutais procedimentos para uma amputação, em um tempo antes da anestesia ser inventada: "Corte rapidamente com uma faca curva e imediatamente cubra o toco com a pele remanescente" - recomenda o autor francês Joseph Charrierre.

Se uma ferida somente atingiu a carne deve-se banhá-la [a ferida] com brandy [conhaque] e cobrir o local com uma compressa embebida em vinho aquecido. Charrierre tinha certa razão nesse caso: em 2007, um estudo comprovou que vinho é letal para muitos germes que se instalam na boca e na garganta.

As melhores épocas do ano para as cirurgias seriam a Primavera e o Outono: "Na Primavera o sangue se revifica com a temperatura amena; no Outono, o sangue está calmo". No século XVIII, a cirurgia era o último recurso no esforço de eliminar uma doença porque eram comuns os insucessos, pois os locais dos cortes estavam sujeitos a contrair facilmente graves infecções seguidas de morte.

A situação começou a mudar em 1846 com a difusão do uso da anestesia e, em 1867, com a introdução dos anticépticos que controlam as infecções. [Curiosamente, até hoje, os cientistas não sabem , realmente, como funciona a anestesia. Quando a morfina apareceu em meados dos anos 1800 seus efeitos representaram um alívio quase milagroso para os doentes]. Naqueles dias, o Treatise era indispensável para qualquer cirurgião "atualizado".


FONTE: Book Tells Horror of 18th Century Surgery
In LiveScience - publicado em 28/01/2009




Golfinhos Produzem Cultura



Durante séculos de "Iluminismo", a espécie humana foi considerada como a única forma de vida do planeta capaz de produzir cultura sendo, por conseguinte, a única dotada de inteligência progressiva graças à memória cumulativa, que permite repetir e aperfeiçoar experiências bem sucedidas. 


Nos últimos anos, o estudo do comportamento animal mostra que isso não é verdade: embora em manifestações das mais primitivas, certos símios demonstram que são capazes de "inventar" utensílios, técnicas e transmitir esse conhecimento aos companheiros e às futuras gerações.

Outra espécie que tem demonstrado refinado nível de inteligência são os cetáceos [mamíferos marinhos], especialmente os golfinhos. 


Eles são excelentes suchimen [ou sushi-dolphin] no preparo de um tipo de lula conhecida como calamari [ou calamar], que submetem a sofisticados procedimentos, extraindo a tinta e o osso produzindo, assim, uma refeição saborosa e leve.

Uma fêmea de golfinho Bottlenose [Golfinho-nariz-de-garrafa] foi observada repetidas vezes "preparando" o alimento, sempre utilizando a mesma técnica, em sua "cozinha" submarina, no golfo de Spencer, sul da Austrália. 


É uma demonstração evidente de que seus cérebros [dos golfinhos] são desenvolvidos. A técnica culinária do golfinho é engenhosa e, de fato, com ela se obtém uma lula pura [filé] sem qualquer entranha, secreção ou tecido desagradável ao paladar e ao tato", opinou o curador de moluscos no Museus Victoria Mar Norman, membro de mais essa equipe que estuda o comportamento dos golfinhos.

Depois de escolhido, isolado e capturado o molusco é levado ao leito arenoso do mar onde morre imprensado contra o chão ao receber um poderoso e certeiro golpe que o golfinho aplica. Rapidamente, a lula é levada à superfície onde sua tinta tóxica é expelida ao ar livre.


Livre do veneno, o molusco é levado de volta ao fundo do mar onde sofre um intenso peeling, sendo arrastado na areia até que a pela se solte. Então a carne é rompida e o osso calcário é extraído. o filé de lula está pronto. Este tipo de comportamento foi observado em muitos indivíduos da espécie. Somente uma fêmea foi monitorada de 2003 a 2007.

No oeste da Austrália, os "nariz-de-garrafa" usam esponjas [do mar] como acessório para proteger seus focinhos quando sondam o fundo do mar em busca de alimento. 


A constatação desse "costume", uma das primeiras evidências de aprendizado cultural entre os golfinhos, aconteceu em 2005, quando pesquisadores comprovaram que as mães-golfinho ensinavam às suas filhas o modo de arrancar os pedaços de esponja para utilizá-los daquela maneira. Ainda não se sabe se o mesmo ocorre com a técnica de tratar lulas. 

FONTE: Dolphins surface as sea's smartest chefs. SMITH, Deborah.
In The Sydney Morning Herald – publicado em 30/01/200

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Uma Vida, Nove Horas de Prazer





O sexólogo Rolf Degen conduziu uma extensa pesquisa para medir os padrões do orgasmo em humanos. Em mulheres, o orgasmo tem duração média de 1,7 segundos [uma mixaria, convenhamos] enquanto os homens usufruem do clímax por 12,4 segundos. Fazendo os complexos cálculos [aliás, nem sei como sobreviemos até hoje sem saber disso!] o cientista descobriu que no período médio de uma existência, as mulheres gastam 1 hora e 24 segundos gozando! Os homens gozam 9 horas e 18 segundos durante uma vida!

Logo de cara a pesquisa derruba a crença popular de que o orgasmo feminino é mais longo que o masculino. 41% de homens russos que responderam a um questionário da Play Boy russa revelaram! que adoram gozar por meio de sexo oral [como se precisasse pesquisa para obter essa informação, qualquer roda de comadres sabe disso!].

As investigações, seriíssimas, dos pesquisadores da University of Groningen descobriram que mulheres alcançam o orgasmo com maior facilidade se estiverem com os pés aquecidos [vamos transar de meia, gente!].

86% dos homens reconhecem que preferem transar com mulheres intelectualmente inferiores [porque elas gozam fácil, como se verá adiante]. As mulheres, ao contrário, obtêm prazer com mais freqüência com homens mais inteligentes que elas... [Evidente,um mongo, freqüentemente, nem sabe o que fazer com uma mulher e nem aprende fácil].

A pesquisa descobriu outros dados fun-fundamentais! O líquido seminal [a porra, mesmo] é capaz de alcançar a distância de 1,5 metros de distância além da cabeça do pênis quando em jorro livre atingindo uma velocidade 45 km por hora! [isso non é uma modalidade olímpica? .... Oh, non, apenhas velha brincadeira de moleques] e durante a ejaculação o homem emite três ou quatro porções de esperma [emissões essas popularmente chamadas de esporro].

Em outro estudo, especialistas franceses confirmaram: as mulheres que gozam regularmente riem e gargalham 2,5 vezes mais do aquelas que abstinentes ou insatisfeitas [Dahê aquela música com a Maria Betânia interpretando: "De repente fico, rindo a toa, sem saber por quê...”]. Em uma visão mais realista, as que gozam mais ficam meio abestalhadas rindo do nada e par o nada com o pano de prato na mão... O orgasmo feminino regular proporciona alívio da ansiedade, melhor qualidade de sono e fluência de vocabulário.

62% das mulheres com educação superior têm dificuldade para alcançar o orgasmo; em contrapartida, somente 38% das ignorantes são problemáticas. Quanto mais baixo o nível de educação tanto mais goza a mulher [ou seja, as idiotas gozam mais, se ferram na mão de malandro mas gozam]. Porém, o famoso orgasmo múltiplo é para poucas; somente acontece em 17% das mulheres [devem ser as retardadas; é o que se pode deduzir pelo visto até agora]. Este tipo de orgasmo pode durar até 30 segundos.


FONTE: Men spend nine hours of their life in a state of orgasm
In PRAVDA/ENGLISH - publicado em 28/01/2009



quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Michael Jackson: Crepúsculo dos Deuses



Esq.: Michael "minino" [ó paí, ó - que pele boa gente!] , inocente de toda a epopéia artística, financeira, anatômica e estética que iriam dominar sua existência. Dir.: Michael no início deste 2009, circulando em Las Vegas com a cara cheia de curativos adesivos.

Este editor compreende Jacko: eu também já andei por aí com a cara cheia de curativos adesivos só que eu usava daqueles coloridos com personagens Disney.

Muita gente diz que é plástica, insatisfação com a própria aparência; uns poucos ainda crêem na hipótese de vitiligo [Que vitiligo é esse, um agente patogênico carnívoro?]. Eu diz que isso já virou TOC, Transtorno Obsessivo Compulsivo manifestado em skin picking, ou seja auto-mutilação em cortes da face.

Eu, se fosse ele mandava tudo para inferno, ia fazer terapia e parava de tentar consertar a fachada com as próprias mãos e o kit de cortar unhas. E o infeliz ainda sai, ao ar livre, em público, para fazer compras! Ou é muita coragem ou foi a única maneira que sobrou para ocupar espaço no noticiário das estrelas. Meditemos...



SANTA MONICA, Calif:
Eis que Thriller tornou-se, de fato, um stress; mais um para Michael Jackson que outra vez foi parar nos midia entre as "notícias-escândalo-com-a-desgraça-dos-outros... John Landis, aclamado diretor e co-autor do roteiro do antológico clip, está processando o rei do pop.

A queixa é falta de pagamento dos royalties correspondentes à obra nos últimos quatro anos. O fato é que Thriller extrapolou em muito os limites de rentabilidade dos 14 minutos de duração do clip, gerando seus derivados, produtos de alto consumo da indústria cultural, como games, brinquedos, revistas em quadrinhos.

Landis, está reclamando seus direitos de co-autor, que o produtor estima em 50% dos lucros produzidos por todas as peças vendidas que tiveram como matriz o musical de terror. Porém, poucos dias antes de entrar com a ação contra Jacko, Landis anunciou que a Landis's Levitsky Produtions Inc. [a empresa dele] comprou os direitos de adaptação do roteiro de Thriller para o teatro e a engrenagem de promoção do espetáculo já começou a funcionar.

Essa história está mal contada: apesar do processo judicial movido por Landis, tem sido amplamente divulgada a notícia que Michael vai participar "em todos os aspectos criativos" do ambicioso projeto foi orçado em 12 milhões de dólares até seu lançamento, previsto 2011! Mas, não é o “projeto de Landis”...

Segundo o New York Post, o artista vai compor novas músicas para o musical só que a produção da peça estaria à cargo dos produtores da Nederland Organization que explicam: “o musical será uma exclusiva versão autorizada de Thriller”. Existe, portanto uma contradição aí: quem, afinal detém os direitos de Thriller para o teatro: John Landis e sua Landis's Levitsky Produtions Inc. ou o produtor teatral James Nederlander da Nederland Organization?

Essa controvérsia pode gerar muita confusão e muitas manchetes. Santo marketing Batman, ninguém jamais sabe qual é a verdade das verdades em meio às declarações dos porta-vozes das estrelas e produtores. Uma coisa é certa, os cães estão brigando pelo dinheiro envolvido no negócio, como sempre.

Para ficar perto do movimento do showbizz, Michael [50 anos, em 2009] está morando em Los Angeles, onde alugou uma mansão luxuosa no bairro de Bel Air, estilo castelo francês, com sete quartos, 13 banheiros e uma sala de projeção ao custo de 100 mil dólares por mês. Atenção, ele alugou, o que pode ser interpretado como: “Michael Jackson não está bem de finanças...” Nos tempos do “baú sem fundo” ele simplesmente teria comprado a mansão, avaliada em 37 milhões de dólares.


quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Menino Prodígio II: É o Fim do Homo Sapiens



República de Singapura: Ainan Cawley [foto] tem 9 anos e estuda Química no colégio. Ele recebeu o General Certificate of Secondary Education (GCSE) aos 7 - certificado para ingresso no curso secundário, como o antigo "Colegial", no Brasil. Ou seja, o menino já está na porta da Universidade. 


Ele recita as 518 casas decimais de Pi [razão entre ou divisão do perímetro pelo diâmetro de qualquer círculo], o famoso 3,14. Também conhece a Tabela Periódica [dos Elementos Químicos] profundamente, o que significa que está familiarizado os elementos e seus respectivos pesos atômicos, massas, etc.

O pai, Valentine Cawley publica um blog na internet sobre os progressos do filho. Chama-se "The boy who knew too much" [O menino Que Sabia Demais...]. Sobre o filho, Mr. Cawley comenta:  

Tem uma visão muito ampla que se interessa pela química, mas também pela física, biologia. Algumas vezes, parece ter um raciocínio profético, porque ele enxerga as possibilidades muito além do estado presente das coisas. Ele prevê aquilo poderá ser. Ele tem muitos amigos da idade dele mas se relaciona facilmente com adultos

Ainan tem dois irmãos mais jovens: Fintan, cinco anos, é descrito pelo pai como um "talentoso ator infantil" e Tiaman, três anos, é "bebê gênio".

Este editor tem a impressão de que algo se passa na evolução humana, com toda essa coisa de indigo children e esses pirralhos super-inteligentes. Essa "raça" parece que: 1. ou está aumentando mesmo; 2. ou está ganhando mais espaço nos midia. De todo modo, tudo avança, quem fica parado é poste e a espécie humana pode estar passando por uma transição. 

Aí vem o homem novo, do sapiens, ao super-sapiens. Esperemos que este super-homem seja imune à corrupção em todas as suas modalidades porque uma futura geração de mega-inteligentes cabras-safados, o mundo não vai agüentar e só para finalizar, o moleque tinha de ser chinês... Meditemos...


LINKS RELACIONADOS:
Boriska, o Menino Que Veio de Marte
Boriska: Lemúria e Vida Eterna


FONTE: Nine-year-old prodigy is 'world's cleverest child'

In Telegraph/UK - publicado em 26/01/2009

A Ciência da Compaixão



O Dalai Lama estabeleceu parceira com a Standford University e um acadêmico multimilionário para fundar um novo centro de pesquisa dedicado ao estudo da compaixão e do altruísmo. Sua Santidade, o 14º Dalai Lama, Tenzin Gyatso, conseguiu 150 mil dólares de doações para o Centro, a maior quantia que já obteve, de uma só vez, em prol de uma causa.

A contribuição do Dalai Lama é pequena se comparada aos 2 milhões de dólares já obtidos pelo Center for Compassion and Altruism Research and Education; grupos budistas e católicos também estão "abrindo os cofres". o acadêmico milionário é Jim Doty, um neurocirurgião cuja fortuna é avaliada em 75 milhões de dólares. O objetivo do Centro é a investigar como o cérebro processa ou "se comporta" em situações de compaixão e altruísmo de modo produzir conhecimento capaz de melhorar a vida das pessoas.

Em termos ainda mais práticos, Mr. Doty espera que a pesquisa, a ciência!, possa entender e combater fenômenos como o bullying, entre as crianças, inferno de muita infância! [aquela prática comum de um grupinho "sem noção" ficar atormentando os "coleguinhas"]; a reincidência entre criminosos e/ou ex-presidiários; uma investigação em padrões científicos, que possa explicar os "milagres" e os até hoje apenas supostos ou questionados benefícios da meditação, seja no desempenho dos profissionais da área da saúde ou no tratamento de distúrbios com a depressão e ansiedade.
In New Scientist - publicado em 22/01/2009


terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Depoimento: Vida Além da Vida



"No ano de 1988, estava com 18 anos e havia 06 meses que eu adoecia com uma infecção de garganta crônica. Minhas febres já estavam provocando convulções e na última fui para o hospital; tinha que fazer uma cirurgia com a garganta infeccionada mesmo.


O médico receitou logo uma injeção para cortar a febre, Enquanto a enfermeira aplicava, eu simplesmente desapareci daquele lugar e apareci em outro onde havia várias árvores e várias pessoas, todas de branco, que seguiam numa reta. Então, olhei para mim, minhas roupas, vi a roupa que eu vestia e perguntei: Onde estou? Eu já melhorei? As pessoas continuaram andando e não me responderam. Foi quando duas criancas se aproximaram de mim; uma ficou mais atrás e a outra, um menino do cabelo pretinho, levantou a mãozinha e disse: Vem. Eu perguntei de novo: Onde estou? Eu já sarei? Ele me disse de novo: Vem.

Neste momento acordei e estava no balão de oxigênio. Esta noite tive que dormir no hospital.Jamais vou esquecer essa experiência, a cena, o lgar, as pessoas. E minha vida mudou: passei a nao ter medo da morte e entender melhor a vida e os valores. Gostaria de contactar outras pessoas que tenham vivido o mesmo".

via e-mail: depoimento original enviado por wppedroso em 03/01/2009
AGORA, OLHE BEM PARA A LENTE DA VERDADE E MANDE VOCÊ TAMBÉM O SEU DEPOIMENTO DE EXPERIÊNCIA DE QUASE MORTE PARA sofadasala@bol.com.br

LINKS RELACIONADOS:
Post Mortem Segundo a Teosofia de H.P.Blavatsky
Bardo Thödol: A Ciência Tibetana da Morte
Morte, Coma & Além





segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Machos: Espécie em Extinção






Estudos indicam que disseminação sem controle de produtos químicos no meio ambiente estão provocando alterações no gênero de diferentes espécies de animais inclusive a espécie humana: os machos estão ficando afeminados. Substâncias, que estão sendo chamadas "troca-gênero" [ou gender-bender], estão cada vez mais presentes na Natureza estão interferindo no funcionamento do sistema endócrino de homens e animais produzindo significativas mudanças físicas.

Nos rios de águas mornas da Grã-Bretanha, em 50% dos peixes-machos foram encontrados óvulos em desenvolvimento alojados nos testículos. Outras pesquisas descobriram anomalias outras, como o hermafroditismo em ursos polares e cervos [veados] com anormalidades no crescimento dos chifres.

As descobertas são o resultado de pesquisa do Chem TRUST** publicada no ensaio “Effects of Pollutants on the Reproductive Health of Male Vertebrate Wildlife—Males Under Threat.” O texto enfatiza que as pesquisas foram dirigidas, primeiramente, à avaliação de animais porém também é relevante para as pessoas porque "Todos os vertebrados têm receptores de hormônios sexuais semelhantes". Por isso, a feminização de animais indica que evento similar pode ocorrer nos padrões humanos. O estudo também relaciona os sintomas encontrados em cada uma das numerosas espécies testadas, algumas das quais apresentaram incluindo o câncer de próstata.

Os efeitos malígnos dessas substâncias químicas já são evidentes na raça humana. Outro estudo, este realizado pelo Center for Reproductive Epidemiology at the University of Rochester examinou bebês do sexo masculino de três diferentes regiões dos Estados Unidos cujas mães estiveram expostas a produtos que contêm ftalatos*. Os níveis de ftalato foram estabelecidos examinando a urina das mulheres. As que tinham um alto teor da substância, em maioria, tiveram filhos com pênis pequenos para os padrões normais; em alguns casos, também apresentaram desenvolvimento incompleto dos testículos. O problema também foi constatado também em jovens, adolescentes. Ratos submetidos ao contato com os ftalatos desenvolveram características físicas femininas.

* Os ftalatos, esse nome desconhecido da maioria dos cidadãos, apesar de já condenados em alguns países, continuam liberados em outros, como o Brasil - e está presente em numerosos produtos: desde farmaceuticos-hospitalares a componentes agrícolas, materiais de construção, produtos de cuidados/higiene pessoais, detergentes, plásticos, alimentos e têxteis.

** O CHEM Trust é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 2007, sediada no Reino Unido e com o objetivo de proteger as pessoas e a vida selvagem do perigo das substâncias químicas – em sua interação com o meio ambiente e a vida cotidiana das sociedades pós-modernas.

Estes estudos são um alerta: o gênero masculino está em perigo; risco de extinção cujas conseqüências são inimagináveis para humanos e animais. O controle de pesticidas e de outros agentes de alterações físicas está perdendo a corrida da salvação! A poluição continua avançando e intensificando seus "efeitos colaterais" na esfera do equilíbrio biológico. Nos anos recentes, mais 100 mil novas substâncias químicas entraram em cena sem qualquer análise ou regulamentação adequada ameaçando a saúde de homens e animais. Muitos destes novos produtos são justamente os tranformadores de gênero ou "perturbadores endócrinos".

O CHEM Trust e o Center for Reproductive Epidemiology at the University of Rochester não estão sozinhos nessa investigação e alerta: atualmente existem mais de 250 pesquisas em andamento em todo o mundo.

Não somente os ursos polares são monitorados mas também antílopes da América do Sul, baleias, águias, falcões e muito as outros entre anfíbios, répteis, pássaros etc.. Isso está acontecendo mais rapidamente entre os peixes. Indivíduos "grávidos" foram encontrados não apenas nos rios ingleses; eles também já surgiram nas águas doces e salgadas do Japão [como em Osaka Bay], Benin [África], Mar do Norte, Mediterrâneo e na costa norte-americana. Baratas de laboratório simplesmente mudaram de sexo: machos viraram fêmeas.

Na Flórida, 40% de um lote de sapos examinados tinham se tornado hermafroditas e outros 20% mostravam sinais de feminização. No mesmo estado norte-americano, crocodilos expostos aos pesticidas tiveram reduzidos seus níveis de testosterona [hormônio masculino], aumentados os níveis estrogênio, pênis reduzidos e incapacidade reprodutiva. Fenômeno similar acontece com as tartarugas.

Links Relacionados:
Jah-Hovah, o Deus Hermafrodita dos Judeus
A Verdade Esotérica do Pecado Original
Andróginos e Heteros: A Emergência do Sexo
Partenogênese: O Futuro da Reprodução na Humanidade Andrógina
 

FONTES:
BALIK, Rachel. Males of All Species Are Becoming More Female
In FINDING DULCINEA.COM – publicado em 09/12/2008
It's official: Men really are the weaker sex
In Independent/UK – publicado em 07/12/2008




domingo, 25 de janeiro de 2009

Humilhante! Medicina [?] Para Pobres...



Não! A foto acima não é Demi Moore nem Leila Diniz envelhecida por um programa de computador nem mais uma proeza de Yoko Ono... É a chinesa Huang Yijun, 92 anos [em 2009]. Seu filho morreu no ventre em 1948 e lá ficou; e o ventre foi sua sepultura. Tomara que Mrs. Yijun tenha cobrado um cash pela foto na capa da revista.

Aconteceu na China mas podia ser aqui mesmo, no Brasil. Em janeiro jornais do mundo todo divulgaram: "Idosa carregava filho morto na barriga havia 40 anos", ou - "Mulher de 92 anos está 'grávida' há mais de 60 anos; e ainda, Chinesa está grávida desde 1948"... Sim! Pobreza é uma desgraça mesmo! A chinesa estava grávida; o filho morreu na barriga e o corpo não expeliu espontaneamente; retirar no hospital era caro e o Estado não ofereceu atendimento de gente. Assim, ela deixou a coisa no "como está deixa ficar, se não mata, engorda".

SABEDORIA MILENAR PARA POBRES: "O que não tem remédio, remediado está". O tempo passou, [oxxxxxxxx, e como passou!], o sistema progrediu um tantinho e a velha foi ao médico porque estava sentindo "dor de estômago". A verdade veio à tona... Este editor odeia ir a médicos. Se trair o Juramento de Hipócrates fizesse cair a mão tinha muito médico maneta por ahê. Meditemos... Leia mais


sábado, 24 de janeiro de 2009

O Crime Que Deu Bode

 

LAGOS/Reuters: Em Kwara, um dos 36 estados da Nigéria,a polícia prendeu um bode sob acusação de "suspeita de roubo" à "mão armada"... 

Os agentes da lei detiveram a besta, cuja característica é ser malhada de preto e branco, sob a alegação de que o bode não era um bode; antes, era um feiceiro, um animago! que tinha transformado a si mesmo na figura do praticamente inocente caprino [porque um bode sempre tem alguma culpa em algum cartório...]; enfim, foi uma tentativa sobrenatural de fugir do flagrante de roubo de carro, um modelo Mazda 323... 

Todavia, os policiais e seguranças africanos, que são especialistas em magia negra, feitiçaria, vodoo, manginga e outras práticas, logo viram que ali tinha marginal em pelo de mamífero...

Naquele momento, vigilantes estavam em patrulha e viram elementos suspeitos cercando o veículo. Percebendo o fracasso da operação “puxa carro”, perseguidos, os meliantes puseram-se em fuga: um, escapou; o outro, transformou-se em bode! 

Foi o que informou o porta-voz da polícia do estado, Tunde Mohamemed em entrevista à reuters, por telefone! [Tem telefone! Claro, na África tem celular e antena parabólica; não tem é comida, nem escola, nem hospital, nem polícia, terra sem lei, não tem banheiro, esgoto e água encanada...].

O oficial disse, ainda, que: "Nós não podemos, ainda, confirmar a identidade entre o bode e o gatuno mas este bode está sob custódia! Não, não temos nenhuma base para informar sobre aspectos místicos da questão. É uma coisa que tem de ser provada cientificamente, se um homem pode tornar-se um bode!" [Vê-se que é uma autoridade séria. Este editor fica se perguntando onde o bode enfiou a arma do crime...]

Logicamente, como se percebe a arregalados olhos vistos que a crença em feitiçarias é amplamente difundida na Nigéria, país mais populoso do continente Africano. 


Os moradores da localidade onde se deu o caso do bicho ladrão estão visitando o posto policial para ver o bode, que tem sido fotografado e virou manchete de jornal enquanto aguarda o resultado do inquérito confortavelmente instalado em uma pilha de feno. Este é o século XXI da Mama África

Como dizia o Ras Tafari Haile Selassiê, [Senhores do Mundo] “olhem para a África”, mas olhem bem, olhem para o Congo, olhem para o Sudão... e façam alguma coisa rápido porque aquilo ali é uma vergonha cósmica. Meditemos...

FONTE: Nigerian police detain goat over armed robbery
In YAHOO NEWS/Reuters publicado em 23/01/2009

Índia: Estranhos Casamentos


ÍNDIA. No estado de Tamil Nadu, em Pallipudpet, entre as cerimônias que marcam a época das colheitas está a tradição centenária do Pongal, matrimônio entre meninas e sapos a fim de evitar que doenças misteriosas venham a atingir o vilarejo.

A crença/costume tem origem em uma fábulas da divindade Shiva, que transformou a si mesmo em sapo e desapareceu, depois de uma briga com sua amada, Parvati. Ela, arrependida, chorou por dias e dias e seu pranto espalhou uma estranha doença entre as vilas. 

Desesperadas, as pessoas procuraram Parvati em busca de uma cura e ela os mandou achar Shiva. Ele, mesmo em forma de sapo, deveria se casar com uma jovem; evidentemente, a própria Parvati seria essa tal jovem... 

Encontrado o sapo-Shiva, este, aceitou casar-se com ela, retomou a forma divina e a doença desapareceu da região. [O lenda besta, meus Eus! Isso é cultura popular? Extingue, rei!]

Não ter atingido a puberdade é um critério para a escolha das "noivas". Os pais das meninas preparam as crianças para o ritual. 

Nem todas as garotas querem ser "noivas do sapo" mas são obrigadas ao sacrifício: alguém tem de salvar o vilarejo das epidemias! Este ano [2009], Vigneswari e Masiakanni, ambas com 7 anos, foram escolhidas como noivas. Vestiram saris nupciais e usaram jóias de ouro.

Centenas de pessoas da região de Pallipudpet, a 250 km de Madras, peregrinaram até o templo conduzindo, nos ombros, as noivas, em cortejo. 

Os sapos, são adornados com guirlandas de flores e mantidos presentes na cerimônia porque ficam presos! Um sacerdote hindu entoa orações, une a mão da noiva com a... patinha do sapo e declara ambos: "sapo e mulher!"

O governo indiano, muito sério, fica embaraçado porque o ritual é em tudo semelhante a um casamento hindu oficial e, afinal, o casamento de crianças é proibido no país! 

A prática está sendo estudada e uma equipe de psicólogos, sociólogos e líderes religiosos se esforçam na tentativa de persuadir os cidadãos a abandonar essa "tradição ignorante".

Para as meninas, mesmo para aquelas que não querem ser "a mulher do sapo do ano", o problema dura pouco e sempre termina bem: basta desamarrar o sapo e o verde noivo sai pulando direto, de volta para a lagoa...

FONTE: Seven-year-old Indian girls 'marry' frogs
[http://www.telegraph.co.uk/news/newstopics/howaboutthat/4290761/Seven-year-old-Indian-girls-marry-frogs.htm] 
In Telegraph/UK publicado em 19/0/2009

Noivo Vira-Lata



Na Índia, berço da doutrina do carma e da reencarnação, esse tipo de casamento, entre humanos e animais, não é novidade: em 2003, Karnamoni Handsa, uma menina de 9 anos [em 2003], de uma tribo chamada Santhal, residente no vilarejo de Khanyhan, a 60 km de Calcutá, teve de se casar às pressas com um cachorro, vira-lata. 

O canino noivo chamava-se Bacchan. O caso era urgente; a garota estava amaldiçoada, como era evidente [!? Esses indianos...] pelo sinal descoberto: um dente encravado em sua gengiva! Presságio dos mais funestos que somente pode ser anulado com o estranho matrimônio.

A decisão, aprovada pelo pai da menor, foi tomada pelo conselho de anciões da aldeia que ainda esclareceram ao repórter da agência de notícias AFP: o casamento em nada afetará a vida da menina e ela estará livre para se casar mais tarde sem necessidade de se divorciar do cachorro. 

Karnamoni Handsa disse não há desgosto ou humilhação em se casar com um cachorro. "Bacchan é afável, eu o conheço daqui mesmo da vizinhança. Ele é um sobrevivente, é um cachorro de rua e agora eu vou cuidar dele".

A cerimônia aconteceu em 11 de junho de 2003 e contou com mais de uma centena de convidados que dançaram, cantaram,comeram e beberam iguarias típicas. 

Os Santhals, uma grande comunidade de camponeses lavradores, vivem nos estados indianos de West Bengal e nas vizinhanças de Bihar e Jharkhand. Mais uma vez, as autoridades policiais receberam ordens de instaurar inquérito sobre o incidente...
FONTE: Girl weds dog to break 'evil spell'
[http://news.bbc.co.uk/2/hi/south_asia/3004930.stm]
In NEWS/BBC-UK publicado em 10/06/2007

Casando com a cachorra



ÍNDIA. Em novembro de 2007, no estado de Tamil Nadu, em Manamadurai, P. Selvakumar, 33 anos, causou com toda pompa e circunstância com a cachorra, também vira-lata, Selvi, que foi escolhida por membros da família [do noivo, non da cachorra...]. 

Ela foi banhada e vestida com sari drapeado cor de cereja. Segundo o Hindustan Times, a cerimônia aconteceu em um templo. Neste caso, não se trata de anular maldição; trata-se de resgate de carma.

Aos 18 anos, Selvakumar matou dois cães a pedradas e pendurou seus corpos em uma árvore. "Depois disso minhas pernas e minhas mãos ficaram paralisadas e eu perdi a audição de um ouvido"

Foi um astrólogo que advertiu o rapaz sobre o mau carma e receitou o casamento com uma cachorra como único meio de curar seus males. Só o tempo dirá se remédio fez efeito. Durante a festa, a noiva degustou pães doces...

Na Índia rural é povo é extremamente supersticioso e são frequentes os casamentos entre animais como meio de combater ou prevenir as maldições ou má sorte. 

Mas a união entre humanos e animais também não tão é incomum também entre outras nacionalidades, como tem sido registrado ao longo da história e nos dias atuais, em casos recentes relatados nas manchetes de jornal.

Fonte: Man in India marries dog as atonement
[http://www.msnbc.msn.com/id/21768663/]
In MSNBC/MSN-AP - publicado em 13/11/2007

As Árvores Também Amam



Na primavera de 2007, duas árvores foram unidas pelos laços de Himeneu. Mais uma vez, o evento aconteceu no estado de Ourissa e os nubentes são plantas sagradas: as árvores Banyan [uma espécie de Ficus] e Pipal [figueira sagrada, Buda meditou embaixo de uma]. Neste caso, em especial, o casamento foi um modo de chamar a atenção para o problema do desflorestamento. Todavia, o casamento de árvores é uma antiga tradição indiana [aliás, o que não falta na Índia são tradições antiqüíssimas!]. Casais sem filhos promovem as núpcias arbóreas como ritual propiciatório de fertilidade, para terem um bebê [como se faltassem bebês no mundo].

Bimbala e a Cobra


Em 31 de maio de 2006, no leste da Índia, Atalla village, distrito Khurda de Orissa, Bimbala Das, 30 anos [em 2006], casou-se com uma cobra... macho

O noivo, que fez de um formigueiro o seu ninho, não esteve presente e foi representado por um símile de latão. Duas mil pessoas estiveram presentes na cerimônia, que durou mais de uma hora e foi celebrada por sacerdotes hindus. 

A noiva explicou que "Embora a cobra não possa falar ou entender nos comunicamos de modo particular. Sempre que coloco leite perto do formigueiro onde ele vive, ele sai para beber o leite. Ele nunca me atacou".

Tudo começou porque Bimbala Das, uma jovem de casta inferior, ficou muito doente. Sua família, que não tinha dinheiro para pagar tratamento e remédios pertence à seita Vaishnav, vegetarianos que pregam o amor aos animais. 

Então a cobra apareceu no formigueiro e a enferma passou a alimentá-la com leite. Curou-se e apaixonou-se pela serpente, que de uma das espécies mais venenosas da região e chega a medir 5 metros de comprimento [um cobrão!].

Quando a mulher confessou publicamente seu amor pelo réptil a notícia causou excitação em todo o vilarejo. Acreditam que o casamento trará sorte ao lugar. 

A mãe de Das e seus parentes ficaram felizes com a escolha da mulher e até construíram uma cabana próxima ao formigueiro onde Das vai morar. 

As serpentes, especialmente as Cobras-Rei, são veneradas na Índia porque são símbolos de sabedoria e poder, tanto no âmbito da semiótica religiosa como no plano das crenças populares.
[http://www.khaleejtimes.com/DisplayArticleNew.asp?xfile=data/subcontinent/2006/June/subcontinent_June56.xml&section=subcontinent]
In Khaleejtimes - publicado em 02/06/2006

Pela Honra da Cabra!


SUDÃO. Em 2006, no Sudão [África], estado do Alto Nilo, na cidade de Juba, subúrbio de Hai Malakal, um homem foi forçado a casar com uma cabra.

Uma questão de honra. O "causo" aconteceu assim: era quase meia-noite do dia 13 de fevereiro [2006] quando um certo Mr. Alifi escutou barulhos perturbadores nas redondezas de sua casa. 

Imediatamente saiu para verificar o que estava acontecendo quando deparou-se com a cena constrangedora: o vizinho, Mr. Charles Tombe, estava em pleno ato sexual com uma cabra, chamada Rose, pertencente a Mr. Alifi! [Praticamente um adultério em termos de África, pastores e cabras...].

O barulho, evidentemente, era da cabra, não e sabe se por revolta ou prazer [mas olhando bem a cara de Mr. Tombe deve ter sido puro desgosto, meditemos... ] 

Mr. Alifi conta: "Quando eu perguntei a ele o quê ele estava fazendo [pergunta redundante!] ali, com a minha cabra ele largou "a bichinha" e tentou se evadir; mas eu o prendi na porta do curral!"

Prendeu e levou o caso ao conselho de anciões para que julgassem o caso. Ficou decidido que Mr. Tombe, um verdadeiro "cabra safado", deveria pagar 50 dólares [15 mil dinares sudaneses em 2006] a Mr. Alifi como dote de noivado pela cabra posto que havia se relacionado com o animal como se marido e mulher e como esposa deveria assumir sua fêmea quadrúpede. 

Além disso, teve de pagar o preço da "mercadoria" em si. Hoje, Mr. Tombe é o viúvo da cabra. Rose morreu em 03 de maio de 2007, vítima da própria ignorância gastronômica: sufocou, engasgada quando tentava degustar um saco plástico. Rose não foi uma esposa fiel; antes de morrer, tinha dado à luz um cabrito.

FONTE: Sudan man forced to 'marry' goat 

[http://www.blogger.com/news.bbc.co.uk/1/hi/world/africa/6619983.stm]
In NEWS-BBC/UK - publicado em24/02/2006

Mulher e Golfinho: Tudo Entre Mamíferos



Em Israel, em Port Eliat, Sharon Tendler [41 anos em 2006] casou-se com o golfinho Cindy, 35 anos [em 2006] depois de um longo flerte que durou 15 anos, quando ambos se viram pela primeira vez, no Recife do Golfinho, onde também aconteceu a cerimônia. Até onde se sabe, Sharon é o primeiro ser humano a desposar um cetáceo. Ela vestia um modelo branco e uma coroa de flores cor-de-rosa; inclinou-se na doca a beira mar, beijou o focinho de Cindy e, em seguida, ofereceu ao marido um arenque...

Sharon Tendler é um bom partido! Trabalha com importação de roupas e promove bandas de rock na Inglaterra. Ela visitou Israel muitas vezes depois que conheceu o golfinho. Em seu retorno a Londres, declarou à imprensa: "Não há nada de pervertido nisso [no casamento]. Eu realmente amo o golfinho. É o amor da minha vida, um amor diferente do que se sente por um homem. É um amor puro".

Embora o casamento não seja legalmente válido a celebração das bodas é a expressão dos sentimentos profundos da noiva para com o animal. Ela pretende ser fiel ao marido: é "mulher de um golfinho só". Mas não é ciumenta: "Eu espero que ele tenha outras namoradas [cetáceas] e que tenha muitos bebês-golfinhos".


FONTE: British woman ‘marries’ dolphin, tying the net after 15-year courtship
MS-NBC – publicado em 03/01/2006


segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Menino Prodígio: Acadêmico aos Oito Anos...



Na Índia, em Dehradun - capital do estado de Uttarkhand, nordeste do país, o garoto Amam Rehman, 8 anos [em 2009], é mais jovem professor acadêmico do mundo [reconhecido pelo livro dos Records]. Ele ensina animação de filmes gerados em computador para classes de adultos no Dehra Dun's College of Interactive Arts. A família descobriu o talento quando o garoto tinha 3 anos e seu pai, um iletrado mecânico que sustenta mulher e três filhos com 60 libras por mês, com muito esforço, comprou um computador usado para o filho mais velho.

Fascinado com a máquina, em pouco tempo o menino dominava programas gráficos; aos três anos e meio ele criou sua primeira animação e fez um filme com um alfabeto dançante. Diante do feito assombroso, foi levado ao Dehra Dun's College onde, em três meses completou o curso que os outros alunos fazem em 15; com cinco meses de estudo, criou seu primeiro software. Hoje, é mestre em sua área mas continua estudando o currículo escolar normal como outras crianças. O garoto é um nerd:

"Eu nunca tenho feriados. Meu objetivo é trabalhar no computador por oito horas, ao menos mas tenho que ficar somente quatro horas porque tenho de fazer o dever de casa também. No momento eu pesquiso os buracos negros, os aliens e a conservação da água..." - Este "anão" humilha... Este editor... Um nojo! Tinha ser indiano, búlgaro ou russo... Como diria Eduard Bulwear Lytton [1803-1873]: esta é "a Raça que irá nos suplantar"... Meditemos.
FONTE: 8-year-old Indian student may be world's youngest college lecturer!
IN New Kerala - publicado em 08/01/2009

domingo, 18 de janeiro de 2009

Campanha Ateísta Questiona Existência de Deus



"Ônibus-ateu", em Barcelona - Espanha

Na Inglaterra, Escócia e País de Gales, uma campanha ateísta colocou spots publicitários em 600 ônibus que circulam pelas ruas divulgando, assim, a mensagem: "Provavelmente, Deus não existe. Agora pare de se preocupar e aproveite sua vida" [There's probably no God. Now stop worrying and enjoy your life]. A iniciativa é uma reação contra a publicidade religiosa puritana-maniqueísta que prega a "eterna danação" e ocupa o mesmo espaço publicitário nas laterais dos veículos coletivos.

O movimento começou modestamente, em outubro de 2008, com uma verba de 5 mil e 500 libras e 200 ônibus. Imediatamente, ganhou o apoio do proeminente ateísta Profº Richard Dawkins e da British Human Association; com isso, desde então, arrecadou mais de 140 mil libras que permitiram incrementar os suportes de divulgação.

Hoje são mais de 800 ônibus, dois telões de LCD instalados na Oxford Street, centro de Londres. Mil pôsteres, com citações de ateus e de pensadores não-ateus famosos, foram colocados nas estações de metrô. São reflexões de Eisntein [que acreditava em Deus], Katherine Hepburn, Douglas Adams, Emily Dickinson, entre outros. Esta é a primeira campanha ateísta da Grã Bretanha mas ações semelhantes acontecem também na Espanha [em Barcelona] e América [em Washington].
Ao contrário do que se pode pensar, a campanha foi bem aceita entre os grupos religiosos porque estimula os debates em torno da fé. O teólogo Paul Woolley, que doou 50 libras para a causa ateísta, comenta que "Os pôsteres encorajam a reflexão sobre a mais importante questão das nossas vidas".

ENQUANTO ISSO, EM ROMA - Itália: os ateístas da Italian Union of Atheists and Rationalist Agnostics [UAAR], sob forte oposição de partidos políticos conservadores, não obtiveram permissão para a circulação de sua mensagem nos espaços de propaganda dos ônibus. Naquele país a mensagem dizia: "A má notícia é que Deus não existe; a boa notícia é que você não precisa dele". Em Gênova, um motorista recusou-se a dirigir o "ônibus ateu".

IN Telegraph-UK publicado em 08/01/2009
"No God" bus ads banned in Italian city
IN Yahoo News/Reuters - publicado em 17/01/2009


sábado, 17 de janeiro de 2009

Pássaros: Estranhos nos Ninhos...

Archaeopteryx

O archaeopteryx, do grego, "asa antiga" [archaios + pteryx] é mais primitivo pássaro conhecido. Em alemão, seu nome Urvogel, significa "pássaro original" ou primeiro pássaro. Viveu no período Jurássico, entre 150 e 145 milhões de anos passados.


Os pássaros são criaturas das mais antigas no planeta. Estes seres emplumados são objeto de numerosas lendas, mitos, mistérios. A paleontologia, arqueologia biológica já demonstrou que as aves são descendentes dos dinossauros. Fósseis de pássaros gigantes e carnívoros foram encontrados na Antártida, por exemplo: o Phororhacoids [Phorusrhacidae, Rag-Bearers], que viveu na Terra a mais de 40 milhões de anos, tinha três metros de altura, a cabeça do tamanho da cabeça de um touro e um poderoso bico com 60 cm de comprimento. Um animal que aterrorizava toda a fauna da época.


Nos Estados Unidos, cientistas obtiveram sucesso na experiência genética que produziu galinhas com dentes! neste começo de século 21 [Qual seria o objetivo prático da experiência... meditemos...]. Os dentinhos dos galináceos de laboratório em muito se assemelharam àqueles encontrados nos restos fósseis do pássaros pré-históricos.


Na China, pesquisadores descobriram outro espécime criptológico: o "pequeno" Dromaeosaurus albertensis, do latim "lagarto corredor"), bípede que tinha penas no corpo e na cabeça. Aparentemente, as penas surgiram como recurso de proteção da superfície do corpo e somente mais tarde, em alguns casos, tornaram-se úteis para a função de voar.


Atualmente, os pássaros continuam surpreendendo a ciência: eles podem assimilar e processar informações e tudo indica que possuem certo tipo de inteligência. Estudiosos norte-americanos desenvolveram uma câmera [de filmagem] que permite ver o mundo "ao modo" dos pássaros. A Eagle Eye [nome da câmera] é fixada ao corpo da ave e não interfere durante o vôo. Ela captura quatro mil frames por minuto, o que corresponde à velocidade da percepção visual dos pássaros determinando a forma como eles vêem o mundo. O filme tem de ser retardado 100 vezes para que se torne compreensível ao olhar de um ser humano.


A percepção supermassiva de informação visual torna estes seres alados capazes de "prever" o futuro ou perceber as relações entre elementos que, embora pareçam dissociados são, de fato, interagentes e determinantes do futuro. Os pássaros sabem todos os movimentos que farão com muitas horas de antecedência e ainda podem detectar perigos e obstáculos que estão por vir. Usando essa capacidade, os bandos de pássaros orientam o curso de sua trajetória.


Os especialistas também estão interessados em animais misteriosos, que têm características de pássaros mas não são, como o estranho ser das montanhas de Camarões [oeste da África], semelhante a um morcego, negro com feições de macaco cujas asas abertas alcançam 3,5 metros de envergadura.

O escritor, etnógrafo e antropólogo Frank Melland estuda um réptil voador que habita os pântanos a noroeste de Zâmbia [África]: desprovido de penas, pele lisa e bico cheio de dentes e asas com mais de 2 metros de envergadura. Melland acredita que o animal seja um tipo de archaeopteryx, embora, até hoje, se acredite que a espécie se extinguiu junto com dinossauros, a 64 milhões de anos.

Muitos povos possuem lendas sobre uma estranha raça de criaturas aladas, os homens pássaro. Relatos de encontros com homens-pássaro aparecem nas tradições da Rússia ao México. Dizem que suas asas, que chegam a 4 metros, são cobertas de penas cinzentas; na cabeça, ostentam bastas cabeleiras, olhos enormes e são dotados de poderosas garras capazes de matar um javali.
In PRAVDA/ENGLISH - publicado em 15/01/2009

Carians: Os Homens-Pássaro




Muitos povos possuem lendas sobre uma estranha raça de criaturas aladas, os homens pássaro. Relatos de encontros com homens-pássaro aparecem nas tradições da Rússia ao México. Dizem que suas asas, que chegam a 4 metros, são cobertas de penas cinzentas; na cabeça, ostentam bastas cabeleiras, olhos enormes e são dotados de poderosas garras capazes de matar um javali.


Entretanto, segundo a exobiologia histórica os homens-pássaro são bem coloridos. São os Carians: muito evoluídos, sua aparência híbrida mistura traços de homem e águia. Muito antigos, pertencem à família dos reptilianos. Existem desde o princípios dos Tempos. Eles conheceram os "fundadores do Universo" e deles receberam um planeta na constelação de Orion. No mundo dos Carians são abundantes as florestas úmidas e os pântanos pontilhados de ilhas. Os Carians são de variados tamanhos e diferentes plumagens, elemento estético ao qual dão grande importância. Eles têm o controle da formação dos próprios corpos físicos.


O grupo primitivo dos Carians se constitui de 45 indivíduos que se perpetuam em seus corpos etéricos desde a Criação [não encarnaram] e supervisionam a encarnação e evolução da nação Carian. Os Carians possuem uma aguçada inteligência analítica e grande capacidade de atuar em equipe seguindo rígidos códigos de conduta e disciplina. No plano macrocósmico, trabalham com a criação e manutenção de portais estelares trans-dimensionais através da alteração de campos magnéticos. Possuem as naves espaciais mais avançadas do Universo.


FONTE: STARR, Jelaila. Universal Races IN Biblioteca Pleyades - acessado em 17/01/2009
IMAGEM DEVIAN-Art

Arquivo do blog