sexta-feira, 1 de junho de 2012

A Inexplicável Epidemia Canibal


O canibal de Miami está nas manchetes e não está sozinho. 

EUA. O mundo inteiro ficou perplexo com o homem despido que, no sábado, dia 26 de maio (2012) devorou o nariz e os olhos de um outro, morador de rua - Ronald Poppo, em plena via pública, à luz do dia com o testemunho de mais uma lente de câmeras públicas de segurança. O ataque somente foi detido pela ação radical da polícia, que matou o agressor.

A motivação ou causa do, crime marcado pelo horror da ação, tem provocado especulações de todo tipo. A explicação mais divulgada é que o canibal, identificado como Ruby Eugene, 31 anos, estava sob efeito de uma nova e devastadora droga sintética alucinógena que está sendo chamada de sais de banho, mefedrona ou, como é conhecida em Portugal miau-miau. A mefadrona apareceu na Europa, pela primeira vez, em 2007. 

A namorada do assassino acredita que o homem, coincidentemente, um haitiano, agiu controlado por um feitiço de vodu.  

Em meio a esse turbilhão de espanto e incerteza, o investigador paranormal e ufólogo porto-riquenho Reinado Rios afirma que o canibal era, provavelmente, um zumbi. E explica: Eles (os policiais) estão dizendo que aquele homem estava sofrendo de uma psicose provocada pelo uso de cocaína mas ele rosnou para o policial que aproximou-se dele. Esse comportamento é típico de um zumbi.

Rios continua: Os zumbis não são típicos do Haiti como muita gente pensa. O pesquisador diz que entrevistou um ex-militar, aposentado com honras que teria revelado: em experimentos com usuários de drogas, os cientistas injetam uma substâncias químicas na cobaia causando um efeito que pode ser considerado como a criação de um zumbi.

Para Rios, a explicação oficial da ação sob o efeito de psicose causada pelo uso de cocaína é uma cortina de fumaça para desviar a atenção do público para o verdadeiro elemento catalisador do ataque. Porque essa droga foi desenvolvida para ser usada como arma química. 

Suas cobaias seriam monitoradas através de um chip implantado em seus cérebros mas, ao que parece, escapou ao controle dos laboratórios governamentais.

EPIDEMIA CANIBAL

O caso de Miami ainda não foi esclarecido e outro episódio macabro de canibalismo foi divulgado nesta sexta-feira, 1º de maio (2012). Aconteceu - também, nos Estados Unidos, no estado de Maryland, na Universidade de Morgan. A vítima, natural do país africano de Gana, é o estudante Kujoe Agyei-Kodie, 37 anos. 

Ele estava desaparecido desde o dia 25 de maio (2012). Agora seu horrível destino foi descoberto. Kodie foi assassinado por seu colega de quarto, Alexandre Kinyua - que confessou o crime e deu detalhes: depois de matar ele extraiu o coração e o cérebro da vítima e comeu estes órgãos. O resto do corpo foi jogado no lixo. Ainda não se sabe se mais este canibal estava sob o efeito de drogas.

Note-se, ainda, que neste mês de maio, outros dois casos de canibalismo foram registrados: no Brasil, na China. Estes, não foram relacionados ao uso de drogas mas, a seitas malignas, supostamente religiosas e ao puro e simples sangue frio e ferocidade dos assassinos. Não são necessários profetas para ver o fim, o fim da humanidade na essência dos seres, que estão deixando de ser humanos.

FONTES
'Canibal de Miami' estaria sob efeito de droga "miau-miau.
Diário de Notícias/Pt, publicado em 29/05/2012.
[http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=2552530&seccao=EUA%20e%20Am%E9ricas]
Caníbal de Miami sería un zombi, asegura ufólogo.
NEOCLUB-MILENIUM, publicado em 31/05/2012.
[http://www.neoclubpress.com/milenium/lo-insolito/3533-canibal-de-miami-seria-un-zombi-asegura-ufologo.html]
Norte-americano mata colega de quarto, come-lhe o coração e parte do cérebro.
PtT Jornal/Pt, publicado em 01/06/2012.
[http://www.ptjornal.com/201206018410/geral/insolito/norte-americano-mata-colega-de-quarto-come-lhe-o-coracao-e-parte-do-cerebro.html]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog