sábado, 23 de junho de 2012

The Hopkinsville Goblins

USA. O Kelly–Hopkinsville Encounter, também conhecido como The Hopkinsville Goblins Case e, ainda - Kelly Green Men Case, é o nome de uma série de incidentes atribuídos a encontros com extraterrestres e avistamento de suas espaçonaves ocorridos em 1955.

Entre estes incidentes, o mais famoso aconteceu em uma casa de fazenda pertencente à família Sutton, localizada entre o povoado de Kelly e a pequena cidade de Hopkinsville, ambas localizadas no Christian County, estado de Kentucky.

Membros de dois núcleos da família, residentes na fazenda, denunciaram ter visto criaturas estranhas (alienígenas) e outras testemunhas afirmaram o avistamento de luzes no céu e sons estranhos.

O Hopkinsville Goblins Case é considerado como um dos episódios mais significativos - e bem documentado - da história de incidentes com OVNIs e alienígenas. 

Envolveu policiais, militares estaduais e chegou a ser investigado pela Força Aérea dos Estados Unidos. Este caso tornou-se uma espécie de paradigma, um modelo de grande parte das tradicionais narrativas sobre OVNIs que vieram depois e tornou popular a figuras dos homenzinhos verdes.

A mesma relevância é atribuída a outro episódio, também protagonizados pelo mesmo tipo de criatura, que teriam aparecido em outra parte dos Estados Unidos, ao longo do rio Ohio, uma semana antes dos acontecimentos em Kentucky. Também este, foi amplamente testemunhado. 

OS FATOS

Na noite de 21 de agosto de 1955, Billy Rat Taylor, da Pennsylvania, estava visitando a família Sutton - que morava em uma fazenda próxima ao povoado de Kelly, no Chistian County (a fazenda está lá até hoje mas os Sutton mudaram-se dali depois do incidente). Na ocasião, havia um total de 11 pessoas na casa, incluindo as crianças.

A fazenda não dispunha de água encanada; por isso, por volta das 7 horas da noite, Billy Ray saiu para buscar água. Foi quando observou luzes estranhas no céu. 

Ele achou o fenômeno incomum, proveniente de uma espaçonave que ele descreveu como tendo a forma de um disco rodeado de luzes que tinham todas as cores do arco-íris. 

De volta à casa, ele contou o quê vira aos outros mas ninguém acreditou nele e julgaram que o quê Billy tinha visto tinha sido apenas uma estrela cadente.


Porém, às 20 horas, a família começou a ouvir ruídos estranhos. O cão da começou a latir e, em seguida, escondeu-se debaixo da casa onde ficou até o amanhecer. Billy Taylor, acompanhado por Elmer Sutton saíram da casa armados e afirmaram ter visto uma estranha criatura em meio às árvores próximas.

O estranho movimentou-se. Quando aproximou-se há cerca de 6 metros, os homens começaram a atirar. Ouviram um ruído metálico e, em seguida - o indivíduo e cambaleou fugiu para as sombras. Eles acharam que tinham ferido o estranho. 

Billy e Elmer perseguiram-no. Outros homens tinham saído da casa. Estavam na varanda e viram outra criatura no alto de um telhado. Alertados, Billy e Elmer atiraram novamente e o invasor caiu - mas estava, aparentemente, ileso - pois fugiu com agilidade.

Billy e Elmer reuniram-se aos outros. Estavam perturbados. Alguns minutos depois, o irmão de Elmer, JC Sutton disse que viu outro daqueles seres espreitando em uma das janelas. O próprio JC atirou, quebrando oo vidro e, mais uma vez, o intruso escapou. 

A partir de então, as criaturas foram ouvidas por todos, correndo sobre o telhado e arranhando as telhas como se tentassem romper a cobertura. 

Nas horas que se seguiram, várias testemunhas daquela família afirmaram ter visto os alienígenas movimentando-se, aproximando-se da casa, aparecendo nas janelas, ou forçando as portas.

Os homens atiravam a cada alarme e algumas vezes, quando pareciam ter atingido o alvo, ouviam aquele som metálico. Os seres também pareciam flutuar, e não andar, embora tivessem pernas. 

Segundo Jerome Clark, (Clark, Jerome, 1993. Unexplained! 347 Strange Sightings, Incredible Occurrences, and Puzzling Physical Phenomena. Detroit: Visible Ink Press) uma testemunha disse: Eles flutuam, não caem no chão.

MAIS AVISTAMENTOS

No dia seguinte, por volta das 11 horas da manhã, um militar, um soldado que estava na rodovia estadual de Kelly relatou ter visto objetos voadores incomuns, semelhantes a meteoros porém, com vôo orientado e disparando uma espécie de fogo de artilharia.

A essa altura, a matriarca da família Sutton, Mrs. Landford, aconselhou o fim das hostilidades observando que os estranhos não tinham demonstrado intenção de prejudicar ninguém e que, afinal, não tinham entrado na casa. Mas, naquele final de manhã, os Sutton resolveram sair da fazenda e foram até a delegacia, em Hopikinsville.

O chefe de polícia, Russel Greenwell, conhecendo as testemunhas acreditou que aquelas pessoas tinham sido molestadas por ...algo além darazão, algo incomum... e opinou:

Eles não são o tipo de gente que procuram a polícia por nada. Alguma coisa os assustou, algumacoisa além de sua compreensão

Um policial que tinha treinamento médico examinou Billy diagnosticou sua pulsação como estando o dobro acima da frequência normal.

Vinte policiais acompanharam os Sutton de volta à fazenda e entraram para avaliar os danos. Em 1998, Karal Ayn Barnett (The Kelly-Hopkinsville Case, 1955. UFOs at Close Sight. 2005) escreveu: 

...As testemunhas foram consideradas sãs, isentas de influência de drogas ou álcool e, em tal estado de terror que ninguém envolvido duvidou que eles tinham visto algo além de seu conhecimento.

A polícia entrevistou pessoas das fazendas vizinhas cujos moradores também estavam atemorizados e relataram aos policiais avistamentos de luzes estranhas, a audição de sons que não puderam identificar além de terem escutado o tiroteio na propriedade dos Sutton.

Os policiais e os fotógrafos que visitaram a casa constataram a evidência dos buracos de balas, o quê era esperado. Todavia, ao longo da cerca onde um dos seres teria sido baleado, havia um estranho rastro de luz e, além, na floresta, observou-se uma luminosidade verde cuja fonte não pôde ser determinada (CLARK, 1993)

As fotografias das evidências mais significativas desapareceram misteriosamente no dia seguinte à visita das autoridades e peritos. (Sarah Schneiman and Pat Daniels, 1987. Mysteries of the Unknown: The UFO Phenomenon. Time Life Books.)


FONTE: Kelly–Hopkinsville encounter. 
IN WIKIPEDIA/english, acessado em 23/06/2012. 
[http://en.wikipedia.org/wiki/Kelly%E2%80%93Hopkinsville_encounter]

Um comentário:

Anônimo disse...

Este, é um dos casos que mais me dá medo, dentro da ufologia. Gostaria muito de ver alguma foto, ou alguma prova. A atitude dos seres, neste caso, não foi neutra, porém não foi hostil, pois não atacaram os sutton, mas uma coisa é certa, eles pareciam estar muito interessados nos Sutton ou na casa deles, pois tentaram por uma noite inteira adentrar a casa deles. É um dos poucos casos onde os seres interagem com humanos, estando na terra, por um longo período.

Arquivo do blog