terça-feira, 28 de agosto de 2012

HELL!!! A Maldição da Corrente


Imagem ilustrativa. Representa o estado em que fica este editor quando recebe uma maldita corrente

Todo mundo odeia correntes... Correntes de destino. Ou quase todo mundo. Há aqueles que, embora odeiem essas correntes têm um sentimento superticioso, sem explicação - de que se não derem prosseguimento à mensagem de uma corrente as pragas implícitas que sempre acompanham essas correspondências, poderão, de fato, se concretizar.

Este editor, quando percebe pelo título de um email que "a coisa" é uma corrente, nem abre. Medo? Sei lá. Cautela. Mas, há remetentes espertos que não dão pistas que revelem ser, o conteúdo da mensagem, o texto de uma corrente. Tenho uma amiga assim. Confiável e inteligente, muuuuito inteligente. 

Enton, checando nesta madrugada minha conta de email, dei com um deles, um email dessa amiga, intitulado - simplesmente, FOTO. Eu, jurando!!! - depois de conferir o remetente, que era uma foto dela, dei de cara com isto. Isto que provavelmente está circulando na internet. 

Como sempre acontece, o texto da "corrente" sempre contém "aquela ameaça" implícita, sugerida. Que posso eu fazer? Recuso-me a reenviar a correspondência ao número de amigos indicado: 20. Até porque este editor é um ermitão. Eu não conseguiria desencavar nem 2 possíveis amigos para fazer isso que, cá entre nós, eu considero - com o perdão da má palavra - uma sacanagem

Nessa situação saia justa e salto alto correndo na praia tive a idéia de divulgar essa nova onda correntista neste Blog. Assim, além de advertir aqueles que, como eu, preferem evitar correntes do destino preservando-os do estigma do recebimento direto, faço chegar a mensagem, certamente, ao conhecimento e observação de mais de 20 pessoas.

Permitam-me leitores, por piedade e em consideração à paz de minha existência desconstruir essa praga de modo infalível. Diz o texto:



O Presidente da Argentina recebeu esta foto e a considerou lixo. Em 8 dias o seu filho morreu (note-se, a singela corrente com a imagem do meigo Rabi diz com candura: MORREU! Mas não cita o nome do infeliz do suposto Presidente da Argentina e portanto quando isso teria acontecido). 

Um homem recebeu esta foto e a encaminhou imediatamente. Surpreendentemente, ele ganhou na loteria. Alberto Martinez recebeu esta foto, a entregou à sua secretária para que encaminhasse cópias, mas (a secretária) se esqueceu de remetê-las. Ela ficou desempregada e perdeu a família.CARAMBOLAS, "PERDEU A FAMÍLIA" (!?).

Isso que chamam "corrente do destino" é uma espécie de chantagem emocional. Para exorcizar de vez as promessas de maldição dessa mensagem, detenhamo-nos na suscinta análise evangélica do apelo do texto no qual o infame autor dessa corrente diz que "o homem" que "obedeceu" às determinações "ganhou na loteria". 

Jesus (nome que significa Deus Salva) aconselha em seu Sermão da Montanha: Não vos preocupeis em demasia com as coisas desse mundo (como a expectativa de arranjar dinheiro nem que seja ganhando na loteria)... Antes, buscai o Reino de Deus (que é um estado de espírito). O resto (que é O RESTO mesmo) vos será acrescentado.

E para finalizar esse exorcismo, este editor determina e institui uma contracorrente: O próximo palhaço que me enviar uma corrente, reze para que não abra a mensagem. Se eu abrir, o remetente será maldito pelo resto da vida sofrendo de uma incurável incontinência urinária e uma dor de cabeça, latejante - eterna e insuportável!

2 comentários:

Anônimo disse...

É isso aí, muito bem! Tem meu total apoio! Esta história de corrente inicia-se com um cafajeste - que cria o email - e continua com espíritos fracos que se deixam intimidar com estas 'chantagens emocionais'. Eu deleto absotutamente tudo e ainda rogando praga para o criador do email, rs

abs
Bob

Anônimo disse...

Recado para os passadores de corrente:
Você NÃO vai: "morrer" "ficar doente" "ter má sorte no amor" "nem ganhará nada" se ARREBENTAR uma corrente - seja religiosa ou não.

Estas malditas pragas da internet equivalem ou mesmo ultrapassam o perigo representado por vírus como o Melissa e I Love You.

Pensemos bem , supondo que alguém inicie uma corrente, além de ser um idiota (estou supondo, lembra?), esta pessoa inicia uma reação em cadeia que pode afetar o tráfego do próprio provedor que afeta o tráfego do backbone em que ele está. Façamos as contas, se você manda a corrente para 10 amigos, sendo que destes 10, 5 são propensos a idiotia congênita, estes 5 mandam para 10 cada um, se se mantiver um padrão de 50%, teremos neste nível 25 pessoas enviando para 250 pessoas dos quais 125 enviarão para 1250 e assim por diante. Oras, como funciona o Melissa ou o I Love You? uma pessoa envia a 10, que envia a mais 10 que envia a mais 10 e assim por diante. Supondo que em vez de 10, se mandasse a 100.

O mais engraçado é que todos reclamam que recebem muito e-mail não solicitado (spam), mas ninguém faz a sua parte pra diminuir isso. Já pensaram em como os spammers conseguem os seus e-mails? Não? então deixem eu explicar: quando um afetado envia uma corrente maldita (todas são, afinal, se não repassar será amaldiçoado, certo?) a todos os seus contatos, este sempre o fará no campo TO (destinatário). Isso fará com que todos estes valiosos e-mails sejam enviados em aberto e permite aos spammers capturarem esses e-mails em servidores que tenham fins escusos, em contas de e-mail que tenham sido comprometidas por algum malware na internet, em notebooks roubados, entre diversos outros meios de se conseguir isso. Cada e-mail é analisado por um programa robô que irá capturar TODOS os endereços de e-mails na mensagem e esses endereços irão para listas que serão usadas por spammers. Esses spammers mandam desde de mensagens de propaganda até malwares com o objetivo de fraudar suas contas bancárias.

Mensagem para quem manda correntes:

"O Ministério da Saúde Mental adverte: Correntes provocam rupturas no seu senso crítico"

Arquivo do blog