quinta-feira, 17 de junho de 2010

Mistérios de Arkaim


RÚSSIA – Em Chelyabinsk, cidade russa a leste dos montes Urais, a antiga fortaleza de Arkaim é um dos lugares misteriosos do mundo. Ali, nas ruínas ainda podem conservam muito do que foram as ruas e edificações. 

Porém, surpreendente é descobrir que a forteleza-cidade tinha um sistema de distribuição de água, instalações para fornos metalúrgicos e minas. Arkaim é considerada uma das mais enigmáticas das zonas de anomalias do país.

A Fortaleza, datada pelos pesquisadores na chamada Idade do Bronze, possui quatro entradas rigorosamente orientadas de acordo com os Pontos Cardeais. é uma construção evidentemente planejada e edificada com um alto grau de precisão. 

Sua estrutura configura-se em círculos concêntricos que, por sua vez, correspondem a uma orientação astronômica que parece ser, em si mesma, um tipo de modelo do Universo e marcador e eventos cósmicos como o nascer do sol no limite das estações do ano: como solstício de inverno, os equinócios [quando dia e noite duram tempos iguais], as fases da lua etc..

Um elemento curioso é que tanto a Fortaleza de Arkaim quanto o famoso círculo de pedras de Stonehenge, Inglaterra, localizam-se na mesma linha de latitude geográfica. 

O local onde a Fortaleza foi construída é, hoje, considerado uma mais importantes entre as chamadas zonas anômalas da Rússia. Em Arkaim, são frequentes as aparições/avistamentos de OVNIs.


A Floresta Bêbada de Arkaim

Os moradores da região acreditam que o lugar é sagrado. Durante todo o ano, os peregrinos ali vão em busca da água e da lama do rio Bolshaya Karaganka, tidas como miraculosamente curativas. 

Próximas à fortaleza, existem intrigantes formações de espirais feitas de pedras. Segundo a crença, são as Espirais dos Desejos: para realizar um desejo, a pessoa, estando completamente despida ou, no mínimo, descalça, caminha seguindo as curvas de uma espiral e, chegando no centro, formula seu desejo.

As montanhas que circundam a Fortaleza também são consideradas como locais místicos. A mais famosa destas montanhas é a Shamanka [ou Bold Mountain]. As pessoas escalam essa montanha para obter energias positivas, orar e meditar. Pessoas gravemente doentes são levadas ao topo onde, diz a tradição, obterão a cura.

Outras montanhas têm diferentes virtudes: a Repentance Mountain, a montanha do Arrependimento, é procurada pelos que necessitam pedir perdão. 

A Montanha do Amor, Love Mountain, é propícia para quem precisa de sorte na vida pessoal. A floresta da Montanha do Macho é visitada por mulheres que têm problemas amorosos ou, ao contrário, não têm problemas amorosos porque não encontram nenhum parceiro...


Porém, existem também as montanhas e florestas amaldiçoadas de Arkaim, como a montanha do Beato [Grachinaya Mountain]. Sinistra, com os troncos de suas bétulas retorcidas, a floresta desta montanha, The Drunken Forest, tem a fama de enlouquecer qualquer um que permaneça lá por muito tempo.

A Fortaleza em si também abriga mistérios. Durante uma escavação arqueológica, uma estudante, atraída por uma voz que a chamava, foi, sozinha até o centro das ruínas. Demorou-se muito tempo e quando retornou, chorava compulsivamente. 

Contou que encontrou os fantasmas dos antigos moradores de Arkaim. A experiência deve ter sido muito traumática: a moça teve de ser recolhida a uma clínica psiquiátrica. Incidentes similares ocorreram durante os trabalhos arqueológicos na pirâmides egípcias. Alguns pesquisadores tinham alucinações e passaram a sofrer de transtornos mentais.

O presidente do Instituto de Pesquisa [das Idades] Antiga e Medieval, Valery Chudinov fala sobre Arkaim. Ele explica que Arkaim não é somente a Fortaleza em ruínas:

Há, pelo menos, dois lugares que devem ser chamados de Arkaim. O primeiro é a Fortaleza que os turistas visitam. 

O segundo, é um lugar ainda não explorado. As escavações estão em curso mas os visitantes não são permitidos. Finalmente, existe, ainda, um terceiro Arkaim onde, por um motivo que desconhecemos, os moradores da região recusam ir. 

Estamos especialmente interessados na chamada Drunken Forest [Floresta Bêbada], onde quase todas as árvores têm os troncos retorcidos. Observamos marcas de queimaduras em algumas daquelas árvores, marcas que não parecem ter sido feitas por relâmpagos.

FONTE: TROITSINA, Margarita. 
Arkaim, Russia's Strongest Anomaly Zone.
IN Pravda English – publicado em 07/06/2010
[http://english.pravda.ru/science/mysteries/113680-0/]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog