sábado, 8 de setembro de 2012

Exorcismo no Século XXI d.C. - Loucura, Ignorância & Superstição


O exorcismo, em geral, constitui-se das seguintes etapas rituais: 1. Descobrir a classe de demônio atuante na vítima; 2. Descobrir o nome do demônio, obrigando-o a identificar-se, umaprovidência fundamental para obter o sucesso da"operação"; 3. Proferir, ler aorações. No caso do ritual católico e cristão ortodoxo, é uma fórmula em latim. Esse é o momento em que o demônio começaa ser extraído do Ser. 4. Aspergir água benta no possesso. Isso funciona como trancar "a porta' de acesso" para que o demônio não volte. Os resultados, não são garantidos. 

Fotos/Colômbia: Luis Robayo, EL TIEMPO/AFP. 
No YOUTUBE, um dos vídeos que mostra Hermes Cifuentes em ação: [http://youtu.be/thisw48fYws]


COLOMBIA. Em La Cumbre , pequena cidade do departamento de Valle del Cuaca (cerca de 11 mil habitantes), localizada em uma montanha do lado oeste da cordilheira dos Andes, Hermes Cifuentes - 51 anos (2012), também chamado Hermano Hermes exerce a estranha profissão de exorcista já há mais de 20 anos e conta mais de 35 mil rituais realizados (segundo o próprio Cifuentes), supostamente - expulsando demônios de vítimas de possessão.

Cifuentes não utiliza a fórmula clássica, adotada pela Igreja Católica (Vaticano) mas, faz um procedimento eivado de características de magia profana popular, amarrando seus pacientes no chão, dentro de um triângulo traçado dentro de um círculo, na terra, rodeado de fogo. Os possessos vestem túnicas brancas sobre o corpo coberto com uma densa camada de lama negra. O ritual inclui ainda crucifixos, flores, velas e ervas. Em alguns casos, os "possuídos" ficam dentro de valas cavadas no solo.


Em 2011, Hermes Cifuentes informava aos midia que atendia cerca de 10 casos de possuídos por mês. Na imagem, o "consultório" do exorcista: sicretismo evidente, o tipo de cultura popular que no âmbito religioso não faz nenhuma falta se desaparecer de uma vez para sempre.


O próprio curandeiro também usa roupa e acessórios cerimoniais valendo-se, com todos esses preparativos, do que os ocultistas chamam de recursos de fascinação ou seja, a criação de uma atmosfera destinada a impressionar fortemente a imaginação dos participantes de um ritual tornando a prática mais convicente a ponto de estabelecer uma crença verdadeira na eficácia do procedimento, no caso, exorcismo.



EXORCISMO EM DIFERENTES CULTURAS


Tomomi Maishigi, vítima fatal do exorcismo budista, no Japão. 2011. Ao fundo, o templo budista  Nakayama shingoshoshu, na cidade de Kunamoto - ilha de Kyushu, Japão.

IMAGEM: YUKIMEKI.ORG 
[http://www.yumeki.org/hombre-y-sacerdote-arrestados-por-ahogar-a-nina-durante-exorcismo/]


Ao contrário do quê se possa pensar, os exorcismos não são um ritual exclusivo do cristianismo católico ou ortodoxo. A prática é mais antiga, aparece nas tradições dos mais diferentes povos do mundo e, muitas vezes, seus resultados são desastrosos, fatais.


JAPÃO/BUDISMO. Mais de uma pessoa já morreu durante exorcismos nos dias atuais. Em agosto de 2011, em Kunamoto, um desses rituais, no molde budista, matou por afogamento uma adolescente de 13 anos, Tomomi Maishigi. Os (ir...)-responsáveis foram o pai da garota, Atsushi Maishigi (50 anos, em 2011) e o monge Kazuaki Kinoshita (56 anos na época) - que foram presos.

Durante a cerimônia, a vítima, amarrada em uma cadeira, com a cabeça inclinada para trás, imobilizada, já sem sentidos (pois perdeu a consciência, desmaiou) - recebeu massivas quantidades de água no rosto; suficiente para afogá-la. Ela foi levada até um hospital. Tarde demais. A prática é chamada de "cachoeira ritual" e a jovem já havia sido submetida a esse procedimento mais de cem vezes desde março daquele ano. 

Tomomi chegou a ficar residindo no templo Nakayama shingoshoshu por causa da suposta necessidade de freqüência de exorcismos. A iniciativa dos pais deu-se em virtude de uma doença física e mental que foi atribuída á possesão por maus espíritos.

Kunamoto, cidade localizada na ilha Kyushu, sul do Japão, tem uma passado feudal ainda muito presente. A população de pessoas mais velhas é muito apegada às práticas de costumes religiosos de seus ancestrais.


LONDRES/UK - ISLÃ. Em 16 de dezembro de 2010, uma muçulmana, Shayma Ali, 36 anos (em outubro de 2011, quando a notícia foi publicada, depois do julgamento) estripou a filha de 4 anos, esfaqueando-a 40 vezes, em sacrifício à Alá convencida de que a menina estava possuída por espíritos malígnos, que na cultura árabe e também no Alcorão são chamado Djinns e seriam capazes de possuir os corpos de seres humanos e animais. 

Ela arrancou o fígado da vítima e durante a ação, um audio, cd player, executava a recitação de versículos do Alcorão.O promotor de justiça, Duncan Atkinson comentou na época: A mulher tornou-se obsecada pela idéia da possessão por Djinns à medida em aumentava sua devoção ao islamismo, depois de uma viagem que fez ao Egito, em 2009. Aos poucos ela desenvolveu uma psicose grave.

A doença manifestava-se em vários sintomas como conta Atkinson: Ela tirou ou cobriu os olhos de brinquedos e das capas de DVDs e livros. Tornou-se obsecada com a limpeza porque achava que esses espíritos prosperavam em lugares sujos. 

Em janeiro (2010) ela tinha dito ao marido: Uma voz me disse Se você realmente ama a Alá você deve savrificar sua filha. Ao ser presa, cantava repetidamente: Busco refúgio em Alá contra a maldição de Satanás. No banco dos réus, chorava. O juiz, Anthony Morris proferiu a sentença: reclusão em uma unidade de tratamento psiquiátrico sem prazo para liberação


MALASIA




















Fim trágico: a polícia leva o corpo de mais uma criança vítima de exorcismo. Malásia, 2012.


Há um mês, na noite de 05 de agosto (2012),uma menina de 3 anos morreu na cidade de Bukt Mertajan, há 280 km de Kuala Lumpur - capital da Malásia, vítima de sufocamento perpetrado por sete membros de sua própria família durante um ritual de exorcismo.

O Comissário Assistente da polícia (Assistant Commissioner of Police - ACP), Azman Abd Lah, chefe do distrito de Seberang Perai Tengah, informou que foi o tio da garota que descobriu a ocorrência, por acaso. 

Chegando na casa da família e deparou-se com a porta de uma sala principal trancada. Fazendo-se anunciar, as pessoas, do lado de dentro, recusaram-se a abrir. Desconfiado, ele acionou as autoridades.

Ao arrombar a porta, os policiais encontraram a garotinha sendo sufocada pelos suspeitos, que amontovam-se em cima dela. Azman comentou: Acreditamos que a criança morreu pouco antes da chegada dos policiais porque o corpo estava quente. Acreditamos que acausa da morte foi asfixia. Os suspeitos, familiares, tinham diferentes idades: entre 16 a 17 anos. Todos foram presos e caso estásendo tratado como crime doloso (com intenção de matar).



MUITOS OUTROS CASOS têm sido registrados, do Congo à Rússia, em todo mundo tendo como protagonistas do horror pessoas de diferentes culturas. São crimes invariavelmente bárbaros e fazem pensar que se demônios existissem e tomasse os os corpo das pessoas, os possessos são os exorcistas e não os exorcisados.

RÚSSIA. Na cidade de Voronezh, na noite de 7 de janeiro de 2011 (data em que a Igraja Cristã Ortodoxa celebra o Natal), mais uma vez, familiares, Sergei Koshimbetov - 49 anos, taxista e suamulher, Elena Antonova, uma professora, pai e mãe de uma menina de dois anos, torturaram a filha até a morte sob o pretexto de estarem exorcisando demônios.

Depois de tentarem fazer acriança engolir cerca de cinco litros de "água benta" Antonova rasgou os intestinos das filha com as próprias mãos. Em seguida, pisoteram a vítima até a morte.

Apesar de serem dao diagnóstico de psiquiatras, que consideraram ambos doentes mentais, o casal foi a julgamento e foram condenados à reclusão em um hospício. 

Entrevistada pelos midia, Antonova dizia: Eu não a matei. O que eu fiz, fiz somente ao corpo. Os assassinos alegaram aos investigadores que estavam ...salvando a filha do mal

O pesquisador Murat Suroyev, que acompanhou o inquérito e o julgamento comentou na TV: O pai e a mãe acreditavam (ou alegam) que estavam ajudando afilha, afastando-a de seu malígno "marido", que afirmaram ser Satanás.



CONGO. Um "pastor" evangélico que diagnosticou três crianças como possessas. Tratamento: mais fome e torturas físicas e psicológicas. Os pais pagam honorários em dinheiro pelo "tratamento". A Leri que proibe acusar crianças de bruxaria existe no Congo, mas é "letra morta" (ignorada, não é posta em prárica). Foto: BBC, Angus Crawford, 2008.


LONDRES/CONGO. Em março de 2012 o BBC publicou: Erik Bikubi, 28 anos e sua companheira, Magalie Bamu, 29 anos - naturais da República do Congo e residentes em Newham (London Borough of Newham, leste de Londres), foram julgados e condenados pela morte de Kristy Bamu, (irmão de Magalie), 15 anos. O crime aconteceu no dia de Natal, em 2010. 

Antes de morrer a vítima foi torturada até que finalmente sucumbiu por afogamento. O jovem estava visitando casal, que tornou-se hostil acusando-o de fazer feitiçaria - kindoki - em sua casa. A tortur, segundo os acusados, seriam práticas de um ritual de exorcismo, o que significa, acreditavam, que o jovem estivesse possuído.  

No Congo, é comum pastores evangélicos "diagnosticarem" - muito freqüentemente - casos de kindoki ou possessão por demônios, cuja causa é atrubuída à bruxaria, pela qual, outras crianças também são apontadas como responsáveis. 

Os rituais de exorcismo, que custam um preço em dinheiro, incluem procedimentos cruéis que vão desde o jejum, à tortura psicológica e física, utilizando materiais agressivos, como derramar a cera quente de velas nos corpos dos supostos "possessos" e surrá-los com bastões. 


CIÊNCIA & RELIGIÃO

Os exorcismos são praticados desde a Antiguidade, ainda que a causa das perturbações que afetam as pessoasque apresentam um comportamento transtornado, não raro, violento, não seja explicado da mesma maneira pelas diferentes linhas de pensamento, religiosas e/ou científicas que tratam do assunto.

Atualmente, a Igreja Católica prepara seus exorcistas na Universidade Ateneo Pontíficia Regina Apotolorum. Entre os Cristãos Ortodoxos, o exorcismo é chamado otchitki e observa uma orientação evangélica, ou seja, que aparece nos Evangelhos canônicos sob o subtítulo: Cura de um menino possesso, quando o Cristo Jesus, depois dos apóstolos falhares na expulsão de um demônio, explica: Este demônio não sai senão com pela prática da oração e do jejum (Mateus, 17:21), significando a observância de uma vida ascética, de abstinência das coisas mundanas, rigorosa.

A medicina moderna considera este fenômeno - a possessão - como um transtorno mental, de natureza psiquiátrica. Seus sintomas estão relacionados à distúrbios como a histeria, mania, psicose, síndrome de Tourette, eplepsia, esquizofrenia ou mesmo, dupla personalidade.

No caso da dupla personalidade, em 29% dos casos, o alter-ego idenfica-se como um demônio - o resulta de uma influência claramente de origem cultural, porque a mente trabalha com as referência que conhece. Existe também uma espécie de paranóia, um tipo de monomania chamada cacodemonomania ou demonopatia: o paciente acredita que, de fato, está possuído por demônios.

A eficácia dos exorcismos e muitos casos é explicada pela ciência como uma reação meramente psicológica, semelhante ao "efeito placebo" ou autosugestão. (É o que os ocultistas chamas de fascinação). Existem, ainda, pessoas que, sofrendo de intenso narcisismo aliado à uma paradoxal baixa-estima, começam a manifestar os sintomas do possessão por uma motivação inconsciente de chamar a atenção.

LINKS RELACIONADOS NESTE BLOG

http://sofadasala-noticias.blogspot.com.br/2009/07/exorcismo-mortal.html

http://sofadasalanoticias.blogspot.com.br/2010/11/o-retorno-dos-exorcistas.html


FONTES
Fuego y cruces contra los demonios.
LA GACETA/ARGENTINA, publicado em 07/09/2012.
El exorcismo del 'Hermano Hermes'
EL TIEMPO, stembro de2012.
[http://www.eltiempo.com/Multimedia/galeria_fotos/curiosidades/el-exorcismo-del-hermano-hermes_9519064-5]
FOTOS: el ritual de exorcismo que asombra a toda Colombia.
EL COMERCIO/PERU, publicado em 11/06/2011.
[http://elcomercio.pe/mundo/767808/noticia-fotos-ritual-exorcismo-que-asombra-toda-colombia]
Cifuentes Hermes, el Exorcista Colombiano.
TARINGA, agosto de 2011.
[http://www.taringa.net/comunidades/infernum/3726125/Cifuentes-Hermes,-el-Exorcista-Colombiano.html]
Niña de 13 años murió ahogada mientras le practicaban exorcismo en Japón.
EL COMERCIO/PERU, publicado em 27/09/2011.
[http://elcomercio.pe/mundo/1309061/noticia-nina-13-anos-murio-ahogada-mientras-le-practicaban-exorcismo-japon]
Muslim mother stabbed daughter 40 times and cut out her liver in ritual killing to 'exorcise evil spirits'.
DAILY MAIL/UK, publicado em 01/10/2011.
[http://www.dailymail.co.uk/news/article-2043813/Muslim-mother-stabbed-daughter-40-times-exorcise-evil-spirits-body.html]
SEALES, Rebecca. Girl, three, SUFFOCATED to death after eight members of her family lay on top of her during exorcism ritual.
DAILY MAIL, publicado em 06/08/2012.
[http://www.dailymail.co.uk/news/article-2184442/Girl-SUFFOCATED-death-members-family-lay-exorcism-ritual.html]
Russians on trial over ‘exorcism’ killing of daughter.
RELIGION NEWS/AFP, publicado em 02/11/2011.
[http://www.religionnewsblog.com/26284/russians-on-trial-over-exorcism-killing-of-daughter]
CRAWFORD, Angus. Witnessing 'child witch' exorcism in the DR Congo.
BBC/UK, publicado em 01/03/2012.
[http://www.bbc.co.uk/news/uk-england-london-17073332]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog