quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A Horrenda e Inofensiva Lula-Vampiro das Profundezas Oceânicas



Parece um assassino do mar mas não morde nem uma mosca... viva.


CRIATURAS DO MAR. A criatura foi descoberta há mais de 100 anos (por Carl Chun, 1903). Seu aspecto ameaçador rendeu-lhe um nome igualmente assustador: Vampyroteuthis infernalis. É a Lula Vampiro do Inferno. Todavia, esse "vampiro marinho infernal" não mata ninguém. Alimenta-se unicamente de porcarias e cadáveres, uma gororoba que os cientistas chamam, quando são educados, de marine snow ou neve marinha.



Em plena expansão, pronta para o jantar.

Em um estudo recente, publicado na revista Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences, os pesquisadores Henk-Jan Hoving e Bruce Robinson, do Monterey Bay Aquarium Research Institute (cidade de Monterey, Califórnia - USA) - revelaram que, ao contrário de seus parentes, lulas e polvos, que gostam de capturar suas presas vivas, a lula-vampiro, recusa-se a matar. Utiliza dois filamentos para fisgar resíduos orgânicos que vêm de níveis superiores da água para e depositam-se no fundo do mar.



Blue eyes.. e nada mais. De resto, é horrenda mesmo, mesmo assim, retraída - com medinho.

Esses resíduos, sedimentados em uma mistura de corpos mortos, fezes, detritos de animais gelatinosos chamados larvaceans - (mistura essa informalmente chamada pelos cientistas de the snot ou - a meleca, o quê significa que esta lula é um melecófago) - isso, é o manjar deste animal, que consome a papinha, depois de coletada, filtrando e absorvendo a massa através da rede mucosa interior, que aparece quando seu corpo se expande como uma grande boca.

É considerado um fóssil sobrevivente de Eras muito antigas. Habita as águas profundas de todas as bacias oceânicas do mundo. Lugares onde quase não há oxigênio mas, também, quase não há inimigos predadores da espécie.

Seu corpo vermelho-escuro, mole, é dotado de uma espécie de capa interna que reveste seus oito membros locomotores. É, portanto, um octópode do tamanho aproximado de uma bola de futebol. Os enormes olhos azuis destacam-se na figura. Seus movimentos são lentos. É um bicho preguiçoso. Talvez isso explique seu desprezo pelo trabalho duro da caçada para obter alimento.



Normalmente, estando relaxado, ocioso, parece um chapéu de bruxo muito, muito excêntrico (imagem acima). Quando se sente ameaçado, o monstrinho papa-defuntos se retrai, fecha-se em si mesmo e então, aí mesmo é que assume uma forma semelhante à uma bola de futebol americano meio murcha. Estudar a lula-vampiro não é uma tarefa fácil.

É preciso ter paciência e um tanto de sorte para capturar um espécime em uma rede de pesca e arrastá-lo até a superfície. Foi assim que os cientistas conseguiram descobrir a repugante dieta desses animais, examinando seus estômagos (e na verdade, essas lulas parecem estômagos viventes ambulantes).

FONTE: PRIGG, Mark. The 'vampire squid from hell' that refuses to kill: Scientists find bizarre animal feeds on the rotting remains of dead sea creatures
DAILY MAIL/UK, publicado em 27/09/2012.
[http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2209390/The-vampire-squid-hell-refuses-kill-Scientists-bizarre-animal-feeds-plankton-rotting-remains-dead-fish.html]
IMAGENS: PLoS ONE.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...