sexta-feira, 20 de julho de 2012

A Entrada Para Xibalba - O Mundo Subterrâneo dos Mortos Maia


A suposta entrada para Xibalba encontrada por arqueólogos, recentemente, no estado de Yucatán - México.

MÉXICO. No estado de Yucatán, arqueólogos encontraram uma rede subterrânea de cavernas que funcionou, durante séculos, como uma entrada para Xibalba, o submundo dos mortos - na cultura Maia. 

No livro sagrado da mitologia Maia, o Popol Vuh, existem quatro entradas encantadas que supostamente levam a Xibalba: os caminhos vermelho, branco, amarelo e negro; porém somente um deles - realmente conduz até o Reino dos Desencarnados e à promessa de uma vida futura.


De acordo com a Mitologia Maia existem várias entradas para Xibalba, o Mundo dos Mortos. Enquanto alguns sacerdotes maias pensam neste lugar como uma caverna subterrânea, outros místicos acreditam que, na verdade - essa misteriosa entrada é é um portal dimensional que conduz a um buraco negro situado em algum ponto da Via Láctea. 

Na imagem, uma das supostas entradas para Xibalba, em Xcaret - parque temático ecológico situado na chamada Riviera Maia - localizado no estado de Quintana Roo - México. 

FOTO: Ricardo Barraca [http://rico2012mayanart.com/shop/the-entrance-to-xibalba-725/]


Não é uma estrada fácil. Antes de chegar a Xibalba o viajante tem de enfrentar numerosos obstáculos. A trilha que foi descoberta é um intrincado labirinto de cavernas onde encontram-se vários cenotes (nascentes de água subterrâneas sagradas) 

O Diretor do Projeto - chamado O Culto do Cenote - Guillermo de Anda Alanis, relatou a evolução dos trabalhos: Localizamos uma estrada de cerca de 100 metros de comprimento dentro de uma caverna. O percurso está bem pavimentado com uma configuração semelhante àquela que encontra-se nas passagens do sítio arqueológico de Chichen Itza.

Essa entrada para o submundo é bem protegida e chega-se a ela passando por um portal esculpido em pedras decoradas com entalhes. Essa entrada tem pouco menos de um metro de altura por pouco mais de 1,5 metros de largura.

No local, foram encontrados ossos humanos, fragmentos de cerâmica e esculturas, como ade um sacerdote usando o cocar do deusdamorte além de glifos, (figuras nas pedras) pintados e entalhados).

Segundo o INAH (Instituto Nacional de Antropologia e História) - Yacatán Center, o material pode ser datado em cerca 1,900 anos embora algumas peças pertençam a um período mais recente, entre 750 e 850 d.C. 

Além da Entrada Para Xibalba, outros 14 sítios foram descobertos com peças rituais semelhantes. Alguns destes lugares também abrigam cenotes em cavernas localizadas em Yucatán central - como Teoh, Homun, Kantunil, Chocholá e Abala. Em sete destes locais foram achados restos humanos.

A equipe de pesquisadores da Universidade autônoma de Yucatán e do INAH acredita que novas descobertas são iminentes e que, provavelmente, serão achados verdadeiros templos dedicados à Xibalba nas profundezas dessas cavernas, que são de difícil acesso - onde os tesouros arqueológicos/antropólogicos estão há uma profundidade que pode chegar a 40 metros abaixo do nível da superfície do solo.


FONTE: Arqueólogos mexicanos descubren un portal maya al inframundo.
RADIO SANTIAGO, publicado em 19/07/2012.
[http://www.radiosantiago.cl/2012/07/19/arqueologos-mexicanos-descubren-un-portal-maya-al-inframundo/]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog