quinta-feira, 12 de julho de 2012

Fotografias de Uma Realidade Invisível


Um Ser-Plasma fotografado pela equipe de G. Silanov.

RÚSSIA,   CIÊNCIA MAETAFÍSICA. Genrikh Silanov (Генрих Силанов), diretor (hoje aposentado) do Laboratório Geofísico de Voronezh (Rússia), começou seus estudos sobre fenômenos metafísicos em 1967, interessado especialmente em OVNIs. Ao longo de suas investigações, sentindo falta de instrumentos apropriados de registro e análise, projetou um equipamento para fotografar o que ele mesmo definiu como "Campos da Memória". Utilizando esse equipamento, Silanov liderou várias expedições de pesquisa a partir de 1978... 

O equipamento desenvolvido pela equipe de Silanov é capaz de capturar cenas de uma guerra, presença de OVNIs, alienígenas, poltergeists, foo-fighters (esferas luminosas alaranjadas que perseguiam ou acompanharam aviões especialmente durante a Segunda Guerra Mundial) ou, ainda, a lembrança de criaturas humanas arcaicas, antepassados do homem contemporâneo extintos há milênios...

Essa tecnologia permitiu aos pesquisadores observar uma realidade que parece existir em paralelo à realidade normalmente experimentada pelas pessoas. Uma das primeiras entre as coisas estranhas observadas e fotografadas nesse "mundo paralelo" foi uma espécie de coágulo de plasma frio e vivo que parecia manifestar informações mentais. 

Essas "entidades" foram consideradas como uma forma inteiramente nova de vida inteligente e receberam a denominação de Seres Plasma. Os Seres Plasma podem ser confundidos com as Formações Plasmóides mas são fenômenos diferentes. 

As Formações Plasmóides são meras concentrações de moléculas ionizadas, não são formas de vida. Porém, sua existência indica um estado de tensão crítica do campo eletromagnético e sua formação é uma reação inteligente da Terra - Gaia, que tem como principal função restabelecer o equilíbrio rompido pela tensão crítica. LEIA MAIS

Nenhum comentário:

Arquivo do blog