segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Inferno Muçulmano: Na Arábia Saudita, Direito Penal é Código de Hamurabi


ARÁBIA SAUDITA – Uma corte de Justiça [?] que, portanto, supõe-se ser um grupo de pessoas versadas na Ciência do Direito, está considerando transformar um homem saudável em paraplégico por meio de cirurgia em sua coluna vertebral como punição para um crime. Ou seja, pretendem ou consideram plausível aleijar um cidadão em nome do Direito Penal! Uma postura que resgata claramente o atraso grotesco da babilônica pena de Talião, do Código de Hamurábi [datado de 1700 antes de Cristo], "olho por olho, dente por dente".

O crime em questão foi de lesão corporal grave: a vítima ficou paralítica. Se a lesão foi perpetrada em caráter culposo ou doloso ou seja, sem intenção ou com intenção de provocar o dano produzido, somente peritos poderiam dizer. O fato é que a tal lesão resultou de uma briga corporal entre o acusado e a vítima. Em primeira instância, o acusado foi condenado a sete meses de prisão, o quê pode ser considerado pouco mesmo em termos de Ocidente. Os parentes da vítima, então, recorreram pedindo uma sentença mais dura.

Sem noção, juízes do mesmo sistema que havia apenado o crime em sete meses, resolveram atender à apelação: revisaram a pena para "mutilação"... e estão consultando médicos e hospitais para tornar viável o cumprimento dessa justiça de psicopatas que não têm nenhuma percepção sobre razões e proporções. A organização humanitária Anistia Internacional vai tentar interferir no caso. Aposto que não vai adiantar nada. O Islã é isso aí. Meditemos...

FONTE: Saudi court want to paralyse man as punishment.
IN The Morningstarr, UK – publicado em 21/08/2010
[http://www.themorningstarr.co.uk/2010/08/21/saudi-court-want-to-paralyse-man-as-punishment/]



Nenhum comentário:

Arquivo do blog