sábado, 9 de maio de 2015

Cientistas Russos Sintetizam "Água da Vida"



2006. CIÊNCIA FANTÁSTICA. RÚSSIA. A água d-ionized (d-ionizada) ou dead water (água mortal) era um projeto de pesquisa que foi iniciado nos anos de 1990. Na época, a teoria de dois cientistas do Science Center of Applied Research (SCAR - Centro de Pesquisa de Ciência Aplicada) - Valentine Samoylov e Oleg Zaymidoroga - parecia um conto de fadas.

Hoje (em 2006), depois de anos trabalhando no projeto em suas próprias cozinhas, os cientistas obtiveram, finalmente, uma substância milagrosa à qual denominaram "água da vida", mas que poderia também ser chamada de "água da morte" - morte das doenças...

Oleg, proprietário de um mini-laboratório em Dubna, conta que desde os primeiros experimentos, feitos praticamente sem equipamento adequado, o objetivo pretendido era produzir uma água completamente livre de íons metálicos, microrganismos e qualquer outra impureza; na verdade, em condições naturais, não existe, em todo o planeta uma água assim. Oleg foi para a Itália aprimorar seus experimentos em laboratórios de física:

Nós começamos purificando água comum, de torneira. Essa água foi tratada em filtros que removeram até 95% dos íons metálicos. A seguir, eliminamos íons radioativos e os isótopos pesados de oxigênio e hidrogênio. 

Finalmente, eliminamos os microrganismos, que, a essa altura, estavam mortos; assim conseguimos uma água milhares de vezes mais estéril que qualquer outra solução artificial, a água d-ionized.

Então, eu pensei, o que aconteceria se eu usasse essa água para lavar as impurezas incrustadas dentro de uma chaleira? Entreguei o caso a minha esposa e ela usou a d-water em uma velha chaleira que continha sujeira acumulada de muitos anos. 


A água purificada ferveu naquele recipiente e todas as incrustações desapareceram no ralo. Então eu pensei em usar essa água para despoluir reatores nucleares e, por que não, o próprio corpo humano. Imagine quantas pessoas podem ser curadas com essa água milagrosa.

Imediatamente, os cientistas ofereceram o produto ao Surgical Institute of Vishnevsky e ao St. Petersburg Institute. Recentemente (em 2006), os testes biomédicos chegaram ao fim. A conclusão foi surpreendente: os resultados mostram que a água super-pura pode curar infecções e tumores.

Em casos de moléstias do sangue, restaura o DNA e apressa a cicatrização de feridas. Em cânceres, a água atua sobre a molécula bio-energética ATF evitando a multiplicação das células cancerosas ou seja, interrompe a metástase; o tumor para de crescer.

Especialistas de St. Petersburg também experimentaram a água em laboratório no combate à diabetes; em ratos, injeções da substância recuperaram a capacidade do organismo produzir insulina. Entretanto, a água da vida pode se transformar em água da morte se for consumida de maneira errada.

Em excesso, esta água elimina rapidamente reservas de metais, sais minerais e mata as bactérias úteis ao metabolismo, como as que vivem no sistema gastrointestinal. Isso provocaria um choque no organismo podendo lesionar órgãos vitais, como fígado e rins.

Por enquanto, a água super-pura não poderá ser comercializada. Ainda há muitas etapas burocráticas a vencer antes que ela possa ser disponibilizada para venda em farmácias mas os cientistas já estão utilizando o líquido em âmbito particular.

Eles mesmos se tratam com a água e a esposa de Oleg beneficia-se com os efeitos cosméticos da descoberta: todos os dias ela lava o rosto com a água da vida; a pele está rejuvenescendo. Os cientistas já pensam em lançar o spray da juventude. 

FONTE
VYSOTSKAYA, Natalia. Russian miracle water can cure cancer and restore youth
PRAVDA/ENGLISH, 24.10.2006
[http://english.pravda.ru/health/24-10-2006/85185-water-0/] (texto recuperado)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...