quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Mistério ou Sinais: Morte em Massa de Animais


Mapa das ocorrências das mortes de animais. ..
E já precisa de atualização.


MUNDO – A miríade de razões apontadas para as mortes em massa de várias espécies de animais em todo o mundo é quase tão desconcertante quanto os próprios eventos, dando credibilidade à idéia de que algo muito estranho está acontecendo. A lista de incidentes aumenta a cada dia e atinge proporções assustadoras.


A lista de acontecimentos apocalípticos ocorridos entre o fim de 2010 e o início de 2011 é assustadora. Em Baton Rouge, Louisiana, 450 caíram do céu. Eram red-winged blackbirds (Agelaius phoeniceus, pássaro-preto-da-asa-vermelha, melro asa-vermelha ou, no Brasil, Tordo-sargento), cowbirds (Icteridae molothrus, o cuco comum, o Asa-de-telha), grackles (como Quiscalus quiscula, um tipo de corvo) e estorninhos (Sturnus vulgaris).
Além das causa das mortes, outro mistério que envolve o fenômeno é o "por quê" destes pássaros, de diferentes espécies, estarem voando juntos.

No Arkansas, 3 mil black-birds red-winged que também morreram estavam voando à noite, o quê não é característico destas aves. Pareciam estar em plena migração e, no entando, esses melros não fazem tal migração. Ainda no Arkansas, milhares de drum-fish (Sciaenops ocellatus, tambor-vermelho ou peixe vermelho) mortos foram parar em um trecho de cerca de vinte milhas de comprimento (cerca de 32 quilômetros) ao longo da beira do rio Arkansas. À prícipio, os "peritos" pensaram em envenenamento mas a teoria não foi confirmada.

Em Maryland, na baía de Chesapeake, foram dois milões de pequenos peixes mortos. O fenômeno foi atribuído a um súbito esfriamento da temperatura da água. Na Flórida, milhares de peixes tiveram o mesmo destino mas, neste caso, não havia a circunstância da alteração térmica nas águas amenas daqueles litoral.

Na Texas Highway, na estrada, em Bid Cypress Creek, dezenas de aves aquáticas de médio porte do gênero Fulica, conhecidas no Brasil como carqueja e galeirão, em Portugal, foram encontradas mortas.

Os sinistros não se limitam somente aos Estados Unidos da América. Aquele é um país de dimensões continentais. As catástrofes também, em países assim, são de dimensões continentais. A misteriosa "praga", contudo, manifesta indícios de ser algo maior, global.

Na Inglaterra, em Stockport – Manchester, centenas de peixes – mortos – em um lago. Ocorrências semelhantes verificaram-se no noroeste da Inglaterra. No condado de Kent, 40 mil caranguejos-diabo mortos a beira mar em Thanet. Motivos: ainda não esclarecidos.

Na Itália, 8 mil pombas despencaram do céu em Faenza. Razões especuladas por "especialistas", em geral, biólogos associados a meteorologistas etc..: mal estar das alturas (!... em pássaros?), envenenamento, indigistão causada por excesso de ingestão de alimentos em algum ponto antes do vôo (?!).

Nova Zelândia, centenas de peixes exterminados na praia de Coromandel. Na Suécia, foram as gralhas defuntas que choveram no ano Ano-Novo (entre 2010/2011).



Mortandade dos peixes: Paraná, Brasil.


BRASIL

No Brasil, no estado do Paraná, no final de 2010, ainda em dezembro, na quinta feira, dia 30, começaram a aparecer peixes mortos em Paranaguá, litoral do estado. Ao longo dos dias a mortandade espalhou-se por outras cidades como Antonina, Guaraqueçaba e Pontal do Paraná. Já são mais de 100 toneladas de peixes mortos de forma suspeita e, portanto, inaproveitáveis. A pesca nas águas, suspeitas, foi suspensa. Prejuízo para os pescadores.

O coordenador regional da Defesa Civil, capitão Edson Oliveira Ávila, menciona três hipóteses para explicar o desastre ambiental: uma causa natural; os peixes teriam sido descartados, jogados fora mesmo por algum barco de pesca por algum motivo desconhecido; algum vazamento de produto químico proveniente de fonte ainda desconhecida. Amostras de peixes e, supõe-se, da água, foram encaminhadas para análises no Centro de Estudos do Mar – CEM – da Universidade Federal do Paraná.



Tartatuga-alaúde, morta na praia em Gran Canária
em 06/01/2011. Photo: Adolfo Marrero.


ILHAS CANÁRIAS

E as espécies afetadas pela misteriosa "peste" são variadas. Na Gran Canária (uma das principais ilhas do Arquipélago das Canárias, politicamente, região autônoma da Espanha), foram quelônios – tartarugas. Os técnicos do Centro de Recuperação da Fauna Silvestre de Tafira, próximo à capital do arquipélago, Las Palmas – registraram cinco tartarugas grandes aparecidas mortas nas praias em um período de apenas cinco dias. Três da espécie Tartaruga comum e duas da chamada Tartaruga Alaúde (Dermochelys coriacea, a Leatherback sea turtle, em português, a tartaruga-de-couro), um quelônio marinho, um tipo gigante que pode chegar a uma tonelada de peso e três metros de largura.



Wisconsin, USA – GADO MORTO

Sexta-feira, 14 de Janeiro. Duzentas cabeças de gado morreram no pasto de uma fazenda leiteira, doentes, em Stockton, Portage County, estado de Winsconsin, USA. Eram vacas, mais especificamente. Suspeita-se que a causa da morte foi uma virose chamada Rinotraqueíte infecciosa bovina – IBR, que causa pneumonia e diarréia. Amostras de tecidos e secreções dos animais mortos foram enviadas para Madison onde serão submetidas a análise. O mais estranho é que o fazendeiro encontrou as vacas mortas todas de uma só vez.

VIETNAM – No fim semana, entre os dias 14 e 16 de janeiro (2011), sete mil búfalos e vacas morreram. Em apenas um dia, somente na província de Cao Bang, foram 700 mortes. Lá, a causa apontada é o extremo frio, incomum no país.



Envenenamentos, alterações térmicas nas águas oceânicas, e até indigestão já foram apontados como causa dessa inquietante mortantade de animais. Todavia, os orgãos sérios da imprensa têm muita cautela em falar, sobre a possibilidade da causa desses "prodígios" ser o movimento de inclinação do eixo terrestre por conta de uma alteração do pólo norte magnético do planeta.

O eixo se mexe, sempre se mexeu porém, uma aceleração desse movimento parece estar ocorrendo. Um fenômeno assim, seria significativo. Daria causa a notáveis alterações ecológicas. Como se a Natureza dos seres vivos não tivesse tempo de se adaptar a um súbito se acomodar da Terra. Como se peixes e pássaros estivessem pertubados e/ou desorientados. Curioso é que as multidões, as pessoas, de certa forma, também parecem estar desorientadas. Observemos e meditemos...




FONTES

200 dead cows in Wisconsin and 7000 dead buffalo in Vietnam - what is happening?
IN Examiner publicado em 17/01/2011.
[http://www.examiner.com/pop-culture-in-hartford/200-dead-cows-wisconsin-and-7000-dead-buffalo-vietnam-what-is-happening]
A.F.. Cinco quelonios aparecen muertos en sólo cinco días.
IN La Provincia – publicado em 11/01/2011
[http://www.laprovincia.es/gran-canaria/2011/01/11/cinco-quelonios-aparecen-muertos-cinco-dias/345682.html]
BANCROFT-HINCHEI, Timothy. The Apocalypse, mass kills and the magnetic pole shift.
IN Pravda English – publicado em 12/01/2011
[http://english.pravda.ru/science/mysteries/12-01-2011/116500-fish_bird_kills-0/]
COLETO, Leonardo. Mortandade misteriosa de peixes no litoral.
IN Paraná online – publicado em 04/01/2011.
[http://www.parana-online.com.br/editoria/cidades/news/502434/]
MANDELL, Nina. Wisconsin farmer shocked to discover 200 dead cows; officials think cattle had deadly virus.
[http://www.nydailynews.com/news/national/2011/01/16/2011-01-16_wisconsin_farmer_shocked_to_discover_200_dead_cows_officials_think_cattle_had_de.html]



Nenhum comentário:

Arquivo do blog