sábado, 15 de janeiro de 2011

Sobre este blog

Charles Fort, precursor do realismo fantástico
Carles Roy Fort, precurssor do realismo fantástico

EDITORIA – Gente, alguns leitores perguntam: de onde eu tirei esta ou aquela notícia. Repare: todas as notícias são traduzidas de jornais em língua inglesa, eventualmente, espanhola. Eu não invento nada. Às vezes, faço pequeno comentário. O nome do veículo de informação, título original da matéria, autor [quanto é assinada a matéria], a data de publicação e a URL, estão e estarão sempre indicados no fim de cada texto. [Coisa aliás, que os pseudo-jornalistas blogueiros da internet não costumam fazer, indicar a fonte!!! Caracas!!! Informar a fonte é obrigação e democratização do acesso à informação.]

Este blog é dedicado ao insólito, ao fantástico, ao incrível PUBLICADO e somente o publicado em jornais, seguindo a linha de pesquisa de Charles Fort, [1874-1932] o precursor do realismo Fantástico [autor do Livro dos Danados]. Portanto e ste blog faz jornalismo-pesquisa forteanos. É como um "lugar" onde eu e vocês, leitores, podemos colecionar fatos estranhos e/ou fantásticos registrados por órgãos de imprensa.

Se "o fato" é verdade, mentira ou meia verdade, isso, problema de orgão de imprensa publicador. Até porque tempo mostrará onde está verdade, onde está exagero, onde está mentira. Por outro lado, eventos como aparições de OVNIs, fantasmas, criaturas estranhas etc., são SEMPRE negados por ciência oficial. Os acadêmicos têm muito medo de ridículo. Vejam os pássaros caindo mortos, a mortandade em massa de peixes e até tartarugas aparecendo mortas nas praias, suicídio de golfinhos.

Os especialistas sempre encontram um jeito de dizer que isso é NORMAL. Agora, todos notamos evidente mudança do mapa climático do mundo e cientistas dizem: "Oh, é El Nino. Oh! É o El Nina..." ou então "É culpa da Civilização, é o efeito estufa"... Jamais será porque pólo norte magnético do planeta está mudando, porque o eixo da Terra está mudando sua inclinação e deve haver causa para isso, causa cósmica, tal como, por exemplo,aproximação de corpo celeste desconhecido desta Humanidade interferindo nas forças gravitacionais deste Sistema palnetário... Não! Não se deve dizer isso porque "devemos evitar o pânico na população"... Meditemos.... Ligia Cabus, editora

Um comentário:

enyta disse...

Como se toda a causa de catástrofes "explicáveis", feitas pelo próprio homem não nos colocassem em pânico. É mais assustador o potencial de destruição que a humanidade carrega do que um astro vindo de algum lugar da imensidão do cosmos.

Arquivo do blog