sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Até Que Nem a Morte os Separe




VIETNAM ─ Na província de Quang Nam, Le Van, 55 anos, ficou viúvo em 2003. Ele não se conformou com a perda da mulher e passou a dormir em cima do túmulo dela. Depois de 20 meses padecendo noites desconfortáveis por conta da chuva, do vento, do frio, resolveu cavar um túnel até o interior da selpultura: Para dormir com ela.

Quando os filhos de Le van [que são sete] perceberam até que ponto o pai tinha chegado, começaram a impedí-lo de ir ao cemitério. Então, aflito com a separação, em novembro de 2004, o homem escapou, foi até a tumba e, cavando mais, cuidadosamente, retirou os restos mortais e levou para casa.

O cadáver foi envolto em argila. Ele fez um molde; quando a argila secou, tomou as feições e forma do corpo da defunta, que foi devolvida ao cemitério. Ele vestiu a modelo com as roupas da falecida. Desde então, quase cinco anos se passaram, o clone de cerâmica repousa na cama do marido que, descansa em paz e dorme, todas noites, ao lado de sua amada.

Fonte: Vietnamese man dug up wife's corpse 'so he could hug her'
In Telegraph, UK ─ publicado em 26/11/2009
[http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/asia/vietnam/6663834/Vietnamese-man-dug-up-wifes-corpse-so-he-could-hug-her.html]




Nenhum comentário:

Arquivo do blog