segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Fanatismo: Indianos Sem Noção Assaram a Velha

Lucknow Índia:

Na terça-feira, 2 de dezembro [2008], no vilarejo de Kaishongali, distrito de Raimpur, um homem assou a mãe, junto com sua mulher e o "auxílio exotérico luxuoso" da con-sogra. Enfim! Os três torraram uma senhora durante um ritual tântrico regado a licor; pelo resultado, deve ser o licor de um cogumelo do mal.


Vizinhos denunciaram o crime. Um piro-matri-fanático-xongo-mongo-maníaco chamado Bhukhan agiu com assistência de sua mulher, Shakuntala e da mãe dela, Kalawati [sogra dele]... Os três foram encontrados pela polícia em visível estado de narcose/embriaguês. No local, residência da "família", resgataram também o corpo carbonizado da matriarca, Gomti.

No inquérito, o irmão mais velho de Bhukhan, Chetram, informou que as coisas começaram a acontecer quando Bhukhan e Shakuntala suspeitaram que a família deles estava amaldiçoada por um espírito. Pediram a ajuda de Kalawati, mãe de Shakuntala que, supostamente versada na magia Tântrica, faria uma "limpeza" cerimonial. Depois de cinco dias "farejando" e exorcizando o espírito, a sogra Kalawat instigou o casal contra a outra sogra, Gomti!


[Parece que ela finalmente encontrou o tal espírito...] Sob o efeito do licor atearam fogo na velha, que virou uma tocha... [é duro de dizer assim, mas essa é a verdade conforme o termo empregado no The Times of Índia...!].


A perícia descobriu que, de fato, a casa apresentava indícios de ter sido palco de rituais místicos nos últimos dias. Este editor fica imaginando: 1. como seria o temperamento da falecida e quanto ou quê ela deixou como herança [na Índia rural, crimes assim são cometidos por terras inóspitas e casas que são pouco mais cabanas] e, 2. quem inventou essa conversa de maldição de espírito na parada.
Meditemos...
The Times of India - publicado em 05/1/2008

Nenhum comentário:

Arquivo do blog