domingo, 21 de dezembro de 2008

Milagre da Ciência: Mãe aos 70



Índia: Rajo Devi, 70 anos, casada a 50, deu à luz uma menina em 28 de novembro [2008] depois de se submeter a um tratamento para fertilidade. Devi, que não menstrua [entrou na menopausa] 20 anos passados comentou: "Foi um longo tempo de espera e agora nós estamos muito felizes de ter uma filha". O pai da criança. Sr. Bala Ram, 72 anos, garante que a chegada da menina não vai trazer nenhum problema [posto que, provavelmente, em 30 anos ou menos pai e mãe ou estarão mortos...]: "Nós temos uma família unida, como é comum aqui em Haryana".

Devi e o fazendeiro Bala Ram casaram-se em 1954. Dez anos depois, como o casal [foto acima]não gerava descendência, fato considerado estigma negativo na região, Ram casou-se, em segundas núpcias, com irmã mais nova de sua esposa na esperança de produzir um herdeiro.
A bigamia, embora proibida por lei é comum na Índia rural e bem aceita socialmente nas comunidades agrárias, onde as mulheres quase não têm direitos e a infertilidade é vista como maldição divina. Porém, a tentativa falhou e os três viveram sem filhos. Mas a ciência avançou a favor do casal: Devi e Bala resolveram procurar um centro de tratamento especializado.

Apenas um embrião foi implantado na mulher para que ela pudesse suportar todo o período da gravidez. O médico, Anurag Bishnoi, do Hisar Fertility Centre, em Haryana, província a milhas ao norte de Nova Delhi, confirmou o sucesso da intervenção: mãe e filham gozam de boa saúde.


Ciência nos Mistérios da Fé? Eis o milagre da ciência e o que parecia uma fantasia bíblica mostrou ser plenamente exeqüível por meio da aplicação da ciência. No tempo dos milagres humanos ninguém pode mais duvidar que as sexagenárias Sara [mulher do patriarca Abraão], Santa Ana [Mãe da Virgem Maria] e Isabel, mãe de João, o Batista, engravidaram, de algum modo lógico, explicável, mesmo em época tão supostamente primitiva em termos de tecnologia aplicada à medicina.

Esses fatos permitem conjeturar sobre a validade da teoria que atribui a criação da raça humana a uma espécie de ação laboratorial de extraterrestres no sentido de trabalhar ecologicamente a Terra enquanto, ao mesmo tempo, se empenhavam na pesquisa genética que pudesse produzir o protótipo deste que é o homo sapiens dos dias atuais.


Isso pode explicar porque essas mães milagrosas das Escrituras vêm luzes e anjos ao serem informadas de que conceberam, por "graça" do Espírito Santo, ou de um "deus". Esta é a "concepção imaculada". A fertilização in vitro e a clonagem permitiriam, hoje ou em futuro muito próximo [e, ainda, quem sabe, no passado] que uma mulher engravidasse de um clone, masculino ou feminino de si mesma ou de embrião extraterrestre, geneticamente modificado.

É possível que colonizadores extraterrestres ou mesmo entidade metafísicas compromissadas com a evolução Humana tenham, em épocas remotas, empregado tais conhecimentos e técnicas para se "manifestar" em ambiente terrestre e "andar por entre as gentes", vivenciando uma condição orgânica humana enquanto operavam milagres clínicos, psíquicos e históricos usando esse misterioso poder que os magos identificam como o poder da mente, do pensamento, da fé. Meditemos...

FONTE: Indian woman has first child at age of 70
In Telegraph/UK - publicado em 08/10/2008
por Rahul Bedi/Nova Delhi e Kate Devlin

Nenhum comentário:

Arquivo do blog