quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Aliens: Os Híbridos Entre Nós




O presidente da Academy for Applied Ufology, acadêmico Vladimir Azhazda, é considerado o fundador da Ufologia na Rússia. Ele comunicou suas descobertas sobre alienígenas aos ex-presidentes Mikhail Gorbachev e Boris Yeltsin que considerarram a importância do tema e concederam a Azhazda o posto de cientista-chefe em Ufologia. Recentemente, o pesquisador completou 80 anos [2008] e seu trabalho atual é a redação de extensa coleção de livros - 10 volumes dedicados aos UFOs [ou mais atualizadamente, os VEDs, Veículos Extraterrestres Dirigidos].


Azhazda comenta que a ciência tradicional continua encarando a Ufologia sem a devida seriedade. O atual primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin mantém uma postura de governo é indiferente ao assunto: ele declarou uma vez que jamais acreditou em seres extraterrestres. 

Na era Gorbachev foi criado um Instituto público de ufologia e muitos pesquisadores trabalharam com isso entre 1990 e 1995. Foram coletadas toneladas de informações que provam a existência das naves não humanas.

O cientista acredita que existem outra civilizações no Universo mas alerta que o termo "extraterrestre" não é exato. Não há evidência provando que todos os alienígenas provêm de outro planeta. Ninguém sabe, realmente, de onde eleês vêm. Talvez sejam de "mundos paralelos", talvez, sejam criaturas do Oceano terrestre. A ciência moderna sabe muito pouco sobre o que acontece nas profundezas do mar

Tem ocorrido avistamentos e registros de objetos não identificados em Mariana Trench ou Fossa das Marianas, a depressão mais vertiginosa de todos dos mares, um abismo com 10 mil e 911 metros de profundidade, Oceano Pacífico, leste das Ilhas Marianas

O próprio Vladimir Azhazda é mergulhador e já se deparou com um estranho animal marinho não classificado, desconhecido da biologia: era um ser em forma de lira

Em 1993, satélites norte-americanos numerosas fotografias em infravermelho no México, Chile e Bolívia. Foram, entao, capturadas imagens de objetos com 450 quilômetros de diâmetro; assemelhavam-se a verdadeiras cidades flutuantes, voadoras.

Azhazda não se considera nem um pouco fantasista; ele é um cientista e seus estudos mostram que os aliens usam água fresca como matéria-prima para combustivél para suas naves. 

Eles decompõem a água em oxigênio e hidrogênio. Na Austrália, um UFO foi monitorado enquanto se apropriava da água armazenada em um tanque de 32 toneladas. Quando se foram, já não havia água no tanque e podia-se sentir o odor de ozônio no ar, o que deixa claro que o líquido foi decomposto em seus elementos e estes foram comprimidos a uma pressão de centenas de atmosferas. 

Um homem não consegue carregar um balde de mercúrio, que pesa 130 quilos. O hidrogênio comprimido é tão pesado que um caminhão não conseguiria mover uma colher de sopa dessa substância.

Existem muitas bases de UFOs na Rússia, como na região dos lagos Ladoga e Baikal e na península de Kola. Também existem bases como essas nos Pirineus e nos Himalaias. Um dado importante é que há fortes indícios de que os alienígenas podem controlar a mente humana. Pessoas abduzidas recebem, de fato, implantes de chips embora os cientistas ainda não saibam porquê ou para quê fazem isso. 


Napoleão Bonaparte: Chipado?  

Poucas pessoas sabem que um chip não humano foi encontrado no crânio de Napoleão Bonaparte quando estudiosos franceses receberam permissão para analisar os restos mortais do imperador. 

Na biografia de Napoleão consta um episódio sugestivo; o ainda capitão de artilharia deixou sua unidade por muitos dias, desapareceu e retornou sem saber explicar o quê lhe sucedera. Não é impossível que outros chefes de estado e/ou figuras influentes da política, economia ou cultura também tenham chips em suas cabeças.

Azhazda conclui que apesar de ninguém saber exatamente qual é o interesse dos alienígenas nos seres humanos e no planeta Terra, há de se notar que eles não se mostraram ostensivamente agressivos até agora, embora os registros de sua presença e atividades sejam antiqüíssimos, remontando ao homem de Neanderthal.

Se eles nos estudam, já devem saber tudo sobre nós [tiveram tempo para isso]. Parecem não ter nenhuma ânsia de nos explorar de forma antiética ou belicosa; todavia, praticam abduções cujas vítimas foram submetidas à coleta de seus gametas reprodutivos: óvulos e espermatozóides. Em muitos incidentes de mulheres abduzidas, elas retornam grávidas ou parecem engravidar logo depois do retorno; e o ufólogo conjetura: Eu acho que já existem híbridos entre nós.  ... Observemos e meditemos...

FONTE: Extraterrestrials greatly interested in human sperm and ovules
PRAVDA ENGLISH - publicado em 20/11/2008

Nenhum comentário:

Arquivo do blog