terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

O Fantasma de Heale House


Mrs. Bell, o quadro.

UK. Em Bideford, pequena cidade portuária situada no estuário de River Torridge, norte do condado de Devon, sudoeste da Inglaterra, na mansão de Heale House, ela encontrou a paz. Ela é Mrs. Bell, o fantasma de uma dama que somente descansou depois que seu retrato voltou à sua antiga morada.

Era uma figura pálida. suas aparições, freqüentemente eram acompanhadas pela música de Chopin. Sua presença na casa, uma mansão de 15 quartos, um mistério. O proprietário, Mr. Alan Smith, conta: O fantasma andava pelos corredores e quartos em plena luz do dia, pela manhã. A figura era envolta em uma por uma névoa azul. Ela deslizava, não se viam seus pés. As vezes, à noite, aparecia próxima à minha cama e eu pensava que aquilo devia ter alguma explicação científica. Outras pessoas, porém, ficavam apavoradas.

Smith ficava cada vez mais fascinado e resolveu investigar o caso. Mas não sabia sequer como começar. A curiosidade aumentava mas não obteve nenhuma informação, nada avançava seu saber sobre aquele fenômeno até que, um dia, nos anos de 1970, foi abordado pela dona de uma loja de antiguidades baratas de Bideford. Ela perguntou: O senhor é o proprietário de Heale House?

Diante da resposta afirmativa a mulher disse que tinha algo que precisava ser devolvido à mansão, algo cujo verdadeiro lar era aquela casa e mostrou-lhe uma pintura. Parecia ser uma obra de Cyril Roberts (1891-1949), um destacado pintor, retratista que viveu em Paris.



Mr. Alan Smith mostra a única lembrança
que agora tem de seu 'fantasma particular.

Ao olhar para o quadro, uma mulher sentada ao piano em um aposento que parecia ser um ateliê de pinturas, Smith logo percebeu que lhe era familiar; mais que isso, reconheceu nela as feições da figura fantasmagórica que assombrava os cômodos de Heale House.

Ele pesquisou e descobriu. Ela era Mrs. Bell, a esposa de um fazendeiro. Morou naquela casa até a primeira década do século XX. Soube que tinha sido considerada uma bela mulher e muito culta. Porém, a família entrou em decadência e Mrs. Bell viu, com tristeza, todos os seus pertences serem vendidos. O retrato, inclusive.

Smith levou a tela para Heale House. Desde então, o fantasma desapareceu. Não respondeu sequer a uma sessão espírita feita com tábua Ouija. Ela queria o retrato de volta à mansão, de volta ao aposento que foi seu recanto predileto, seu ateliê de arte. Atendido esse desejo que há anos ecoava do além túmulo, descansou, enfim. Nunca mais foi vista deslizando pelos corredores. Mr. Smith lamenta. Tinha se afeiçoado ao seu fantasma particular.

FONTE: HARDING, Eleanor [Trad. & adpt. Lygia Cabus]. The long-lost 'haunted' painting and strange claims that ghost of Mrs Bell vanished after the picture was put back in its rightful place.
IN Daily Mail, UK, publicado em 18/02/2012
[http://www.dailymail.co.uk/news/article-2102910/Thats-spooky-How-ghost-sightings-mansion-stopped-return-long-lost-painting.html]


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...