sábado, 4 de setembro de 2010

Canibalismo – Humanos, Quase Humanos...



Modelo: Uma fêmea humana primitiva
retirando o conteúdo do crânio de um
sacrificado. O jantar está quase pronto...


ESPANHA – Novos estudos de cientistas que estudam o site arqueo-antropológico da Caverna de Gran Mollina (Espanha) encontraram evidências de que, na Europa, na pré-história, os primitivos homens Paleolíticos (Pedra Lascada) comiam carne humana regularmente. Análises de ossos encontrados na Caverna mostraram que o canibalismo era banal, cotidiano, parte da vida diária dos homens primitivos europeus há cerca de 800 mil anos atrás

Os cortes, marcas em ossos são alguns dos indícios de antropofagia. Entre peças remanescentes de esqueletos de bisões, veados, carneiros selvagens e outros mamíferos, os pesquisadores encontraram os restos de pelo menos 11 crianças e adolescentes humanos.

Segundo um dos co-autores do estudo, José Maria Bermúdez de Castro, do National Research Center on Human Evolution (Centro Nacional de Pesquisa Sobre Evolução Humana) de Burgos – Espanha, os ossos humanos, tal como os quaisquer outros animais abatidos naquele lugar, têm sinais de que foram esmagados a fim de que a medula fosse extraída.

É possível que os cérebros das vítimas também fossem consumidos iguarias. Marcas na base dos de alguns crânios indicam que presas humanas foram decapitadas. Bermudez explica: [Depois da decapitação], eles abriam o crânio para retirar o cérebro, provavelmente para comer já que os miolos são uma excelente fonte de nutrientes.

Os cientistas acreditam que o canibalismo destes homens tão primitivos atendia puramente a necessidades práticas: nutrição e eliminação multi-útil [uma reciclagem], das vidas do inimigos. Ossos humanos com evidências de canibalismo têm sido encontrados por períodos contínuos, de até cem mil anos – descartando a hipótese de que a prática se limitasse a ocasiões rituais ou circunstâncias de grave escassez de alimentos.

Os noticiários atuais estão repletos de casos de canibalismo que chocam o mundo. Pais comendo filhos, filhos retalhando e lentamente fritando pedaços de mãe, de pai, mendigos sequestrados, desossados e vendidos para restaurantes muito exclusivos... Restaurantes para monstros dementes; restaurantes para aberrações da espécie humana cujo ser, em algum ponto, estacionou ou regrediu na mais animalesca barbárie... Sim, tornar-se verdadeiramente humano é um longo processo que está longe de terminar. Meditemos e... Tenha medo!


FONTE: FIRTH, Niall. Early man 'butchered and ate the brains of children as part of everyday diet'.
IN Daily Mail, UK – publicado em 01/09/2010.
[http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1307936/Early-man-butchered-ate-brains-children-everyday-diet.html]



Nenhum comentário:

Arquivo do blog