domingo, 20 de setembro de 2009

O Pequeno Alienígena do México


México, maio de 2007 ─ Um hominídeo foi encontrado vivo pelo fazendeiro Marao Lopez, ao entardecer, preso em uma armadilha de metal. Nos dias que se seguiram alguns homens foram ver o monstro e tiraram fotografias. 

Diante aspecto apavorante da criatura, embora fosse pequena, com seus 10 centímetros de altura, resolveram matar o estranho ser. E assim foi feito, afogando-o em uma vala [de escoamento de águas].

Foi difícil: por alguma razão ele não morria. Três vezes o fazendeiro afundou sua vítima nas águas e nada. 

Foram necessárias mais de três horas mantendo o bicho submerso para que a vida finalmente abandonasse aquele corpo, ao mesmo tempo, frágil e assutador. Explica-se: era anfíbio! deve ter morrido de exaustão. 

Guardou o cadáver. Somente no final de 2008, através do jornalista e investigador de mistérios mexicano Jaime Maussan, Lopez entregou o corpo ressecado para especialistas acadêmicos. LEIA REPORTAGEM COMPLETA

Link relacionado: Alioshenka, o Alien Anão dos Montes Urais

Nenhum comentário:

Arquivo do blog