domingo, 4 de novembro de 2012

Descoberta a Tumba da Princesa Egípcia Shert Nebit



Foto de registro, feita na sexta-feira, 02/11/2012. As estátuas de dois homens e uma mulher, no complexo de tumbas de Abusir onde foi descoberta, também - a tumba da princesa Shert Nebit. Em Abusir, Egito. Foto: AP.

EGITO. Em Abu Sir, ao sul do Cairo, capital do Egito, perto da pirâmide escalonada (em degraus, a Step Pyramid) de Saqqara, em um sítio arqueológico que vem sendo pesquisado há um século e meio, arqueólogos tchecos do Czech Institute of Egyptology da Charles University, de Praga - descobriram a tumba da princesa Chert Nebti (ou Shert Nebit), filha do faraó Men Salbo. O achado tem 4 mil e 500 anos de antiguidade.

Além da tumba, foram encontradas outras quatro câmaras funerárias, abrigando os cadáveres de quatro oficiais da Quinta Dinastia ( entre 2494 e 2345 BC.) dois deles designados, respectivamente, como o Grande Defensor da Lei e Inspetor de Servos do Palácio - e uma criança, cuja identidade ainda não pôde ser estabelecida, segundo declarou Mohammed Ibrahim, do Ministério de Egípico de Antiguidades.

A princesa que está sendo chamada de A Bela Adormecida Egípicia, que retorna à luz do dia depois de 45 séculos de obscuridade sepulcral, morreu de causa desconhecida (por enquanto). Durante todo esse tempo, seu local de repouso permaneceu insuspeitado e ali caminharam turistas de todo o mundo.

Agora, as autoridades isolaram o perímetro da lugar que, recentemente, tinha sido reaberto ao público depois de uma reforma que custou cerca de 2 milhões de dólares.

No mesmo local, existem - ainda, quatro pilares de pedra calcária com hieróglifos que, esperam os estudiosos, poderão revelar detalhes sobre a vida princesa e a identidade da criança mumificada. 

Foi nas inscrições hieroglíficas destes pilares que, logo à princípio, os pesquisadores encontraram o nome da princesa e seus títulos, que incluem: Filha do rei Men Salbo e sua amada venerada diante de Deus Todo-Poderoso.

As descobertas foram feitas durante a temporada de escavações que começou em outubro, quando foi iniciada a exploração de um corredor que, além de quatro sarcófagos de pedra dos oficiais, contêm as estátuas de um homem sozinho, outro - acompanhado de uma criança, e uma terceira estátua representando dois homens e uma mulher (foto acima).
 
O achado ganha importância considerando o fato de que este faraó - Men Salbo, até então, era completamente desconhecido dos historiadores e não consta da lista de governantes da Quinta Dinastia

FONTES
BOND, Anthony. Egyptian princess' tomb dating from 2500 BC is discovered near Cairo.
DAILY MAIL/UK, publicado em 02/11/2012.
[http://www.dailymail.co.uk/news/article-2227140/Egyptian-princess-tomb-dating-2500-BC-discovered-near-Cairo.html]
Arqueólogos interrumpen el sueño de la Bella Durmiente egipcia.
PRENSA LATINA, publicado em 04/11/2012.
[http://www.prensa-latina.cu/index.php?option=com_content&task=view&idioma=1&id=674161&Itemid=1]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog