quinta-feira, 10 de julho de 2008

Meio Ambiente: a Convulsão da Terra

Gaia: Planeta Vivo



Cerca de 2,5 milhões de pessoas morreram vitimadas por desastres naturais nos últimos 48 anos. Destes, 1,6 milhões, nos últimos 20 anos. O diretor do Development Policy and Analysis Division of the Department of Economic and Social Affairs (DESA - Divisão de Análise e Controle do Desenvolvimento do Departamento Para Assuntos Econômicos e Sociais), Rob Vos, informa que o número de catástrofes que acontecem atualmente é quatro vezes maior que as ocorrências nos anos de 1970 com graves prejuízos na área econômica.



Os especialistas não arriscam apontar uma causa específica para a aumento dessas tragédias mas, de acordo com a teoria mais cotada atualmente, tudo isso se deve às mudanças globais do clima [uma redundância porque as catástrofes naturais são, em si mesmas, manifestações das mudanças do clima, elas fazem parte daquilo que se chama clima: frio, calor, ventos, tempestades...]. Evidentemente, o número de mortos é sempre maior quando o palco da catástrofe é um país pobre; isto porque os países pobres sempre têm poucos recursos para prestar assistência às vítimas e, freqüentemente, dependem da ajuda internacional e da boa vontade, muitas vezes, das mentes obtusas de governantes locais.



Curiosa essa perplexidade da ciência diante das convulsões da Terra. O clima muda, o nível dos oceanos se eleva ameaçando prósperas áreas urbanas litorâneas, o mar se levanta varrendo cidades inteiras, o ar se revolta em violenta espirais, o solo se abre em fendas engolindo multidões e os acadêmicos procuram culpados e soluções... Mas quem poderá aquietar as angústias físicas e espirituais do planeta? Talvez esta Terra seja mesmo um grande corpo, o gigantesco organismo de um Ser, Gaia, que de tempos em tempos sacode seu geóide dorso para se livrar das sujeiras e dos insetos que, eventualmente, estejam incomodando seu bem-estar; ou ainda, pode ser que Mundo esteja, simplesmente, "esticando o esqueleto"...



O bicho-homem, muito pretensioso, como sempre, julga que se a Terra treme é em função dele, homem. Todavia, o planeta já passou por secas e Eras Glaciais, dilúvios, afundamento de continentes, surgimento de novas terras, interação com misteriosos astros que passaram em suas vizinhanças antes mesmo o Homem sequer tivesse surgido na face do orbe. A geografia não é estática; ao contrário, é sistema dinâmico, em movimento. E o pequeno Homem não tem, ainda, mãos, nem físicas, nem mentais, nem tecnológicas que possam deter a vida toda própria e pessoal deste gigantesco animal planetário onde ele, o Homem, é pouco mais que um parasita. Meditemos...

FONTE: Earth begins to kill people for changing its climate
In PRAVDA ENGLISH - publicado em 04/07/2008

Nenhum comentário:

Arquivo do blog