sexta-feira, 11 de julho de 2008

Água Na Lua

Cidade Fantasma Lunar
Na imagem, uma suposta cidade selenita.


Enquanto os midia muito falam da possibilidade de existência de água em Marte, cientistas têm encontrado evidências de H2O e na Lua. Materiais colhidos na remotíssima missão Apollo dos anos de 1970 até hoje proporcionam revelações como essa. Uma nova análise de vidro vulcânico mostrou que as rochas continham moléculas de água. Esse resultado modifica completamente a concepção tradicional de uma Lua absolutamente seca.

A descoberta sugere que houve água no satélite da Terra quando foram formados seixos, durante erupções lunares, cerca de 3,6 bilhões de anos passados. Alberto Saal, da Brown University, Rhode Island, que integra a equipe de pesquisa [de água na Lua], comenta: "Muitos acreditaram que a Lua é e foi seca. Traços de água ali foram procurados durante 40 anos, sem resultado. A pesquisa de água na Lua estava desacreditada".

Todavia, mais uma vez a ciência revê seus conceitos à luz das novas tecnologias de análise de rochas às quais foram submetidas amostras obtidas na missão Apollo 15, em 1971 e 1972. Na rochas forjadas nas erupções foram achados Hidrogênio, Cloro e Flúor. Essa combinação de elementos indica que a água era proveniente de dentro da Lua, e não "recebida" de fonte externa, como um cometa.

A quantidade de hidrogênio nos seixos [fragmentos de rocha] permitiu calcular que o magma lunar continha 260 em 745 partes de água, composição semelhante à encontrada na "manta superior" da Terra. A descoberta ganha em importância quando se considera a possibilidade de instalação de uma base no satélite. além disso, vestígios de água na Lua obriga a revisão de uma teoria muito aceita sobre a origem da Lua, que seria o fragmento produzido por uma colisão entre a Terra e um planeta errante. O choque lançou ao espaço adjacente fragmentos de ambos os astros; um destes fragmentos, capturado pela órbita da Terra, e cujas altas temperaturas geradas no impacto secaram qualquer água, seria a Lua, um disco de prata árido e morto.

Enquanto isso, meio silenciosamente, um nova febre lunar parece se espalhar entre governos importantes deste mundo. A NASA tem projetos de retomar as missões em 2020 e planeja instalar uma base em um dos pólos da Lua; ainda este ano, está previsto o lançamento do Lunar Reconnaissance Orbiter. A República Popular da China não esconde seu empenho em investir na exploração lunar com seu programa Chang'e, inaugurado com sucesso em 2007, com o lançamento da nave Chang'e I. A Índia, trabalha com missões não tripuladas, como a Chandrayaan I, em fevereiro deste ao [2008] à qual deverão se seguir Chandrayaan II, em 2010 e 1011, esta última equipada com robô de exploração. Finalmente, a Rússia anuncia o Luna-Glob, nave não tripulada que poderá alunissar e orbitar o satélite... em 2012.





Vídeo: Apollo 20 legacy part 1 The City



FONTE:Scientists suddenly find water on Moon
In PRAVDA ENGLISH - publicado em 10/07/2008





Nenhum comentário:

Arquivo do blog