sábado, 3 de julho de 2010

Coleção: Crimes Horrorosos, Loucura ou Coisa do Diabo

Em San Antonio, Otty Sanchez, 33 anos foi presa por decapitar e desmembrar seu bebê recém-nascido, apenas três semanas, Scott Wesley Buckholtz-Sanchez. Isso aconteceu há um ano, em 2009. 

Um crime com requintes de monstruosidade: ela usou uma faca de cozinha, uma espada e um machado para destruir o filho. Esfolou o rosto da criança, decepou três dedos, abriu o crânio e comeu partes do cérebro. 

Quando a polícia flagrou a Mrs. Sanchez ainda praticando as barbaridades, ela se defendeu! Botou a culpa no Diabo e mais tarde alegou que matou o filho para evitar o Apocalipse.

Neste 1º de julho [2010], o Tribunal definiu a sentença: culpada, mas não sujeita a pena de morte. Os advogados de defesa alegaram esquizofrenia, insanidade [sequer apelaram para o estado puerperal, distúrbio mental que acomete mulheres que acabaram de ter filho]. Partiram para uma patologia mais grave mesmo. Deste modo, Otty Sanchez será internada em uma instituição de segurança máxima para criminosos doentes mentais e o caso, será revisto uma vez por ano.

Recentemente, um prisioneiro matou o colega de cela e comeu o pulmão da vítima. Um filho comeu partes da mãe ainda viva. Os relatos de canibalismo parecem tornar-se cada vez mais frequentes. (Este editor não vai colocar a foto da insana aqui. Se quiser ver, entre no site do The Morningstarr, na URL abaixo). Meditemos...

FONTE: Mother who ate her baby’s brains found not guilty.
IN The Morning Starr, UK publicado em 02/07/2010.
[http://www.themorningstarr.co.uk/2010/07/02/mother-who-ate-her-babys-brains-found-not-guilty/]

Nenhum comentário:

Arquivo do blog