sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Índia: A Maldição do 17º Dia


CHANDIGARH ─ Na Índia, mistério macabro em Amloh, uma pequena cidade empoeirada do distrito de Haryana Yamunagar. O lugar está sofrendo uma espécie de maldição macabra: uma pessoa morre ali a cada 17 dias, obedecendo a um inexplicável padrão que se repete há quatro meses.

Um medo pesado se alastrou e mudou os hábitos da população local: as pessoas estão praticando abstinência sexual e abstinência de álcool; também adotaram uma dieta rigorosamente vegetariana. Eles tentam se purificar para escapar da Maldição do 17º dia.

O prefeito distrital, Kuldeep Singh relata: Estamos aterrorizados! O mundo pode não acreditar nisso mas nós já perdemos cinco cidadãos perfeitamente saudáveis. Um indivíduo tem morrido, regularmente, a cada 17 dias. Talvez Kherha Devta [uma divindade] esteja insatisfeito conosco. Alguém pode ter feito alguma coisa muito errada trazendo para nós este infortúnio.

As mortes começaram em 13 de maio [2009]. A vítima, Ruliya Ram, 55 anos, foi encontrado morto em sua cama. Os vizinhos dizem que ele estava bem no dia anterior. Em 30 de maio, foi Sema Devi; essa se sentia adoentada pouco antes da morte. O terceiro defunto chamava-se Rahul e tinha 22 anos, em 16 de junho; depois, foi Dharma Pal, em 03 de julho.

Finalmente, [em 20 de julho], a quinta vítima, Raman Kumar, 19 anos, que convalescia de uma infecção respiratória sem muita importância, teve um colapso repentino, no meio de uma refeição; Kumar deixou cair o pescoço como um pássaro moribundo; foi socorrido pela família mas chegou morto ao hospital de Yamunanagar.

* Chandigarh: capital dos estados do Punjabe e de Haryana, noroeste da Índia.
Fonte: SAINI, Manveer. In this Haryana village, a death every 17 days
The Times Of India ─ publicado em 06/09/2009


Nenhum comentário:

Arquivo do blog