quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A Boneca Maldita de San Carlos



A boneca assombrada de San Carlos, na Praça de Villa Cabecera de San Carlos.  Ela foi encontrada em uma terça-feira, um dia 13 e a mulher que a resgatou deu-lhe um nome, Sandrita, (DIARIO LA PROVINCIA, 2014).

ARGENTINA. SAN CARLOS, EM 22 DE DEZEMBRO DE 2013. O jornal Los Andes publicou: Sancarlinos convulsionados por una “muñeca que habla”. Ela 'apareceu pela manhã, abandonada na praça de Villa Cabecera de San Carlos* em uma sexta-feira (20 de dezembro, 2013), cercada de curiosidade e de rumores sobre sua origem e maldição.

* Capital do Departamento San Carlos, província de Mendoza - Argentina

Diziam, ali, era uma boneca possuída, porque falava de coisas e pessoas reais. Comentou-se que uma família pobre encontrara o 'objeto em um lixão (um aterro sanitário), área periférica da cidade conhecida como La Salada.

Recolheram-na, com a ideia de consertar e vender. Porém, uma vez na casa daquela gente, a boneca começou a falar. E falava de fatos, nomes, pessoas reais da cidade.

A família, assustou-se. Vizinhos testemunharam a 'veracidade (!) dos fatos e a boneca foi levada à Polícia onde, seguindo conselhos de um padre local, ficou resolvido que deveria ser devolvida ao local de onde tinha saído. De volta ao lixão e assim foi feito.

Porém, naquela sexta-feira ela apareceu sentada na praça, ao pé do mastro onde tremula a bandeira da Villa. Constrangedora em sua graça perdida, assustadora, sem mãos com um talho no rosto. Alguns debocharam, faziam perguntas a ela. Mas a boneca triste não disse nada.

Durante uma semana ela ficou naquela praça, sumiu, apareceu em outra praça até que, finalmente, foi condenada pelos desconhecidos que atearam o fogo que a consumiu no meio da rua. MAS.. 

atualização
SANDRITA-PAOLA-FIORELLA

Há controvérsias. Existe mesmo um relato mais pormenorizado dos fatos em torno da boneca. Nesta versão, ela tem um nome tríplice: Sandrita-Paola-Fiorella. 

O caso teria sido registrado pela jornalista Maria Elena Coronel. A boneca foi encontrada no lixão de La Salada em dia de terça-feira, 13 - dia de semana associado a Egrégora de Marte, belicosa, dia de conflitos associado ao 13, relacionado a infortúnios. Foi resgatada do aterro por uma moradora de San Carlos, uma pessoa carente, uma senhora de 75 anos (em 2013).

Ao chegar em casa, a mulher deu banho na boneca e, ao colocá-la no sol para secar, o brinquedo 'falou pela primeira vez. "Eu te amo", disse aquela devastada imitação de uma criança. Assustada, em vão, a senhora procurou algum dispositivo, mecanismo que explicasse o fenômeno.

A boneca continuou falando ao longo dos dias que se passaram. 'Vamos viver sozinhas, mamãe, disse um dia. A 'mamãe costurou-lhe um vestido mas a autodenominada Sandrita-Paola-Fiorella recusou: Não gosto deste vestido, mamãe. E desta vez vez sua voz era rouca e distorcida.


A MALDIÇÃO PINNOQUIO

A mulher desenvolveu uma relação doentia com Sandrita. Tratava-a como se fosse uma criança de verdade, levando-a para fazer compras. Então, o marido, aborrecido com a coisa toda, aconselhou-a a se livrar daquele 'objeto que estava assustando toda a família. 

A boneca reagiu: Cala-te! E quando uma das filhas do casal concordou com pai, repreendeu-a: Você é uma péssima mãe. Certa vez, Sandrita cantou por uma hora seguida. Ao mesmo tempo, odores nauseabundos foram sentidos na casa e coisas começaram a sumir.

Finalmente, a família procurou um padre na paróquia de San Juan Bosco (em Eugenio Bustos). Depois de examinar e presenciar os fatos, o sacerdote sentenciou? estas coisas, não são boas - e depois de benzer o objeto, as pessoas, a casa, recomendou devolver Sandrita ao Lixão!

Durante e depois do ritual de benzimento a boneca manteve-se calada. O casal decidiu fazer imediatamente o que lhes fora recomendado. Iam enterrar a boneca em La Salada. Não foi fácil. No carro, à caminho, os freios falharam, houve uma ventania e uma tempestade de poeira. Enfim, Sandrita-Paola-Fiorella foi sepultada.

Não por muito tempo. Na sexta-feira - 20 de dezembro, 2013 ela reapareceu na praça de Villa Cabecera de San Carlos. Dizem que foi obra dos moleques. Que algumas crianças souberam da história através dos jornais e foram desenterrar o brinquedo maldito e colocá-la no logradouro público.

O terror tomou conta da vizinhança. Moleques ou não, ninguém queria chegar perto da boneca. Em meio ao impasse, outra senhora de idade, uma sancarlina cheia de fé resolveu o problema. Ela disse: Não é nessas coisas que vocês têm de acreditar mas, em Deus. E levou o brinquedo para o quintal de sua própria casa onde o fogo o reduziu a cinzas. 


Certíssima a sancarlina cheia de fé. Na dúvida, faça como os irmãos Winchester: BURN!
 

LINKS RELACIONADOS

04082014 ROBERT, boneco possuído assombra os americanos há 100 anos 
http://bit.ly/MEGACURIOSO4814 

+ A Boneca de Dorian Grey, 03/10/2009
[http://sofadasala-noticias.blogspot.com.br/2009/10/boneca-de-dorian-grey.html]

+ A Barbie Assombrada de Singapura, 07082014
[http://sofadasala-noticias.blogspot.com.br/2014/08/cursed72.html] 

 FONTES 
¿Se acuerdan de la novia de Chucky mendocina?: Temen que reaparezca porque "la extrañan" 
DIARIO LA PROVINCIA, 13/02/2014
[http://www.diariolaprovinciasj.com/elpais/2014/2/13/acuerdan-novia-chucky-mendocina-temen-reaparezca-porque-la-extranan-9334.html]
MANONI, Gisela. Sancarlinos convulsionados por una “muñeca que habla”.
LOS ANDES, domingo, 22 de diciembre de 2013
[http://archivo.losandes.com.ar/notas/2013/12/22/sancarlinos-convulsionados-muneca-habla-757871.asp]
MANONI, Gisela. Desapareció la muñeca ‘parlante’ de San Carlos.
LOS ANDES, domingo, 30 de diciembre de 2013
[http://archivo.losandes.com.ar/notas/2013/12/30/desaparecio-muneca-parlante%E2%80%99-carlos-759059.asp]

4 comentários:

Anônimo disse...

Dezembro de 2014?

Lygia Cabus disse...

Ops, tem razão, eu faço isso de vez em quando... com datas, Obrigado leitor

Anônimo disse...

Sensacional! Adoro quando surgem reportagens assim, completas.

Lygia Cabus disse...

I too, sim, eu tb gossssssssssto assim, de fazer completo.

Arquivo do blog