sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Os Segredos Subterrâneos das Pirâmides de Gizé




Andrew Collins, 2009

EGITO ─ O pesquisador britânico Andrew Collins descobriu um enorme sistema de cavernas, câmaras e túneis no subsolo de pedra calcária, embaixo das pirâmides de Gizé. O achado está sendo identificado como o mundo subterrâneo perdido dos faraós.

É um sítio arqueológico intocado e um sistema ecológico desconhecido, habitat de morcegos e aranhas, as viúvas brancas. Collins vai divulgar as descobertas de sua equipe no livro Beneath the Pyramids, que será publicado em setembro deste ano [2009].

A pista que inspirou a investigação foi encontrada em um livro de memórias escrito pelo um diplomata inglês do século XIX, Henry Salt, que relata sua aventura, em 1817, acompanhado do explorador italiano Giovanni Caviglia. 

Eles chamaram sua descoberta de sistema de catacumbas subterrâneas. Henry Salt e seu companheiro percorreram centenas de jardas entre quatro grandes câmaras e passagens. Seguindo o roteiro encontrado no livro de H. Salt, Collins localizou a entrada das cavernas dentro de uma aparentemente ainda desconhecida tumba, a oeste da grande pirâmide [de Quéops].


Nós exploramos as cavernas até onde nos permitiu a qualidade do ar. É um lugar extremamente perigoso, repleto de fendas e buracos insuspeitados, verdadeiras armadilhas assombradas por colônias de morcegos e aranhas venenosas. Collins avalia que as cavernas, numerosas, estão lá há dezenas ou, talvez, centenas de milhares de anos.

Essas formações no subsolo podem ser a origem, no Egito Antigo, da crença em um mundo inferior, subterrâneo. Os textos funerários da Antiguidade egípcia aludem claramente à existância deste mundo desconhecido dos estudiosos atuais. De fato, no passado remoto Gizé era um local conhecido como Rostau, que significa mouth of the passages [boca ou entrada das passagens].

Enquanto isso, o chefe do Egypt's Supreme Concil of Antiquities, Zahi Hawass, nega a existência do complexo subterrâneo e afirma que: Não existem novas descobertas a serem feitas em Gizé. Nós sabemos tudo sobre o platô.

Todavia, a descobertas inesperadas na região das pirâmides e nas próprias pirâmides de Gizé têm sido profetizadas por clarividentes do passado e do presente [Edgar Cayce, por exemplo]

Mais recentemente, o menino Boriska, um das mais conhecidas crianças índigo-cristal [superiores, superdotadas] do planeta declarou que Gizé guarda histórias desconhecidas da civilização pós-moderna e que a chave do mistério será encontrada atrás de uma das orelhas da Esfinge. Meditemos e esperemos...

Fonte: LORENZI, Rossella. British explorer claims to have found the lost underworld of the pharaohs
In MSNBC ─ publicado em 14/08/2009




Um comentário:

Fernanda disse...

Olá
Gostei do que li. De facto existem muitos mistérios ainda por desvendar. O egiptólogo Zahi Hawass, acha que tem o conhecimento total(?). No início da sua carreira ele era mais humilde. Parabéns pela informação contida no seu blog. Passarei com mais tempo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...