quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Quinze Semanas à Deriva no Oceano Pacífico: O Homem Que Foi Salvo Por um Tubarão



Kiribati é um país da Micronésia-Polinésia cujo território é compreende vários arquipélagos (vários grupos de ilhas) e que está sendo evacuado desde 2008, posto que está ameaçado de submergir devido à elevação do nóvel do mar. O país ficou famoso, também, por ser tema do livro Viagem a Kiribati, uma das seqüências do best seller Eram os Deuses Astronautas, do pesquisador Erik Von Daniken,


ACONTECEU NO MEIO DO OCEANO PACÍFICO. Toakai Teitoi, 41 anos (setembro, 2012), pai de seis filhos foi nomeado para ser policial em Kiribati. 

Sua impressionante aventura começou então, em 27 de maio (2012). Ele pegou um vôo de sua ilha natal, Maiana para acapital do país, Kiribati, cidade de Tarawa, para tomar posse do cargo. Porém, resolveu fazer a viagem de volta de barco, acompanahdo por seu cunhado, Lelu Falaile, 52 anos (2012). Normalmente, seria uma travessia com duração estimada em duas horas transformou-se em um pesadelo.

Teitoi e Falaile estavam tranquilos. Até pararam para pescar no caminho próximos a Maiana. Caiu a noite e eles resolveram dormir ali mesmo, no barco de madeira de pouco mais de 4 metros e movido a motor. Porém, ao acordarem, no dia seguinte, descobriram que estavam sem combustível e afastados demais da costa. Já não a avistavam a ilha de Maiana.

Eles tinham alguma comida mas nada para beber. Católico, cheio de fé, Teltoi voltou-se paraa religião e rezou. Mas Falaile não resistiu e, em 4 de julho, estava morto por desidratação.

Teltoi ainda passou uma noite com o cadáver e este foi o funeral mas, ao amanhecer, sepultou o cunhado nas profundezas do mar. Um dia depois, uma terrível tempestade abateu-se na região por vários dias o quê permitiu a Teitoi encher dois galões de cinco litros cada com água potável, água do céu. 

Ele conta: Naqueles dias havia dois pensamentos em minha mente. Alguém ía me encontar ou - então, meu destino seria igual ao de meu cunhado. Não dependia de mim; minha vida estava fora do meu controle.

Teltoi continuava a rezar. Na manhã de 11 de setembro, avistou um barco de pesca. estava muito distante. A tripulação não o viu. Abatido, com as esperanças minguando a cada momento, ele abrigou-se, enrolado em um cobertor na proa do barco para proteger-se do impiedoso sol tropical.

Dormiu. Depois de 15 semanas, mais precisamente 106 dias à deriva, ele acordou durante a tarde com o barulho de alguma coisa arranhando a embarcação: Olhei ao mar e vi um tubarão de dois metros circulando o barco e batendo no casco. O temível predador parecia estar querendo chamar sua atenção, falar, mesmo, com ele.

Então, Teltoi resolveu seguí-lo e em um derradeiro esforço ele remou. O tubarão, de fato, estava guiando o homem e levou-o até as proximidades de um pesqueiro. Olhei para cima e lá estava a popa de um navio e eu podia ver a tripulação olhando para mim usando binóculos.




O pesqueiro era o Marshalls 203. Eles resgataram Teltoi que, quando subiu à bordo, a primeira coisa coisa que pediu foi para fumar um cigarro. Depois, recebeu suco de frutas e comida. 

O Marshalls 203 continuou com suas atividades durante vários dias até voltar à seu ponto de origem, o atol de corais de Majuro, formado por 64 ilhas e ilhotas, um arquipélago, capital da República das Ilhas Marshall, um país insular. 

Para Teltoi, uma lição para o resto da vida: viagem de barco, nunca mais. Prefiro usar o avião...

FONTE: Shark 'Rescues' Man Lost At Sea For 15 Weeks.
SKY NEWS, publicado em 17/09/2012.
[http://news.sky.com/story/985970/shark-rescues-man-lost-at-sea-for-15-weeks]

Um comentário:

Romildo disse...

A fé as vezes vem quando vc menos acredita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...