quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Por quê o Vaticano Insiste em Manter o Celibato dos Padres

por L. Cabus

Exercer a alta magia
é fazer concorrência ao sacerdócio católico,
é ser um padre dissidente (Eliphas Levi)

OCULTISMO/RELIGIÃO. Por incrível que possa parecer, a Igreja Católica Apostólica Vaticana (há muito não é Romana) é a primeira herdeira e sucessora do sacerdócio da Alta Magia que foi praticada da durante milênios na Antiguidade.

Hoje, um dos pontos mais controversos da disciplina imposta aos padres dessa Igreja é a insistência dos Papas em manter o princípio do celibato obrigatório para os padres. Por causa disso, o Vaticano tem sido acusado de ser pregar uma religião anacrônica, retrógrada.

Porém, o fundamento verdadeiro deste princípio, do celibato, torna obrigatório que os Papas o mantenham, ainda que sejam incompreendidos e ainda que isso tenha provocado descontentamento entre os próprios padres e evasão de fiéis.

Abrir mão da obrigatoriedade do celibato seria fazer uma concessão unicamente por motivo político, para agradar a opinião pública, para manter os fiéis sendo infiel a princípios cuja observância é indispensável ao exercício do sacerdócio... 

Os que combatem e desdenham dessa prática, os críticos dos Papas contemporâneos e pós-modernos, desconhecem os fundamentos que tornam obrigatório o celibato  ̶  castidade, abstinência sexual.

O assunto, de fato, é complexo e envolve aquilo que se chama de mistérios ou conhecimento esotérico, destinado somente aos Iniciados. Não se trata de monopolizar o conhecimento mas tentar divulgar essa Ciência seria algo como querer que o público comum entendesse facilmente os princípios da Física quântica, por exemplo.

Todavia, aquilo que o Vaticano não faz porque é, realmente, um esforço praticamente destinado à total e errônea compreensão será feito neste ensaio mesmo que o entendimento do que está escrito dificilmente alcance plenamente o entendimento de muitos leitores, especialmente aqueles que somente entendem aquilo que gostariam de ouvir; que preferem a mentira agradável, leniente, à verdade dura...

Porém, nenhuma Igreja pode ser um reduto de vendilhões e pautar seu discurso de acordo as preferências populares indicadas pelas pesquisas de mercado a fim de conceber uma nova uma mercadoria ou aumentar a venda de um produto. LEIA TUDO...

NOTA DO EDITOR: Este editor não é vidente mas pode prever que esse texto, embora seja resultado de pesquisa acadêmica em ciências ocultas (e não uma exposição de opinião pessoal) vai resultar em muita pedrada, unfollows no twiter, tentativas crackers de destruir meu computador etc.. (De fato, este texto estásemi-pronto desde maio. Este editor meditou muito antes de concluir e publicar).

Eu temo, porém recuso que o medo de desagradar e que possíveis ameaças me ponham mordaças. Porque os assuntos tratados são tabus no mundo da pós-modernidade. Para falar da correção em manter obrigatório celibato dos padres, entre outras disciplinas, é inevitável passar pela questão dos pastores evangélicos, que se casam e, ainda, falar da homossexualidade como impedimento ao ministério religioso no universo das Igrejas Evangélicas. Isso sem contar que um trecho do artigo critica explicitamente o Islã. 

Ok...  Let's rock it.  Alea Jacta Est. Que venham as pedras, eu tenho a casca grossa e, afinal, todo mundo tem que morrer.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...