quinta-feira, 17 de maio de 2012

Viajando... Pelo Correio


May Pierstorff, viajando... pelo correio.

USA. O manual dos Correios dos Estados Unidos é compostos de infinitas regras. O volume, um tratado, resulta dos abusos que o sistema registrou ao longo de sua história; porque as pessoas tentavam e tentam enviar as coisas mais estranhas em suas cartas e pacotes. E sem as regras, muitas vezes, o serviço foi forçado a aceitar as mais bizarras encomendas. 

Em 1914, os pais de May Pierstorff, que moravam em Grangville, precisaram mandar a filha ficar com avó, em Lewiston, (ambas as cidade, localizadas em Idaho, um dos estados dos EUA, oeste do país, região das Montanhas Rochosas), 100 km de distância. 

Não havia um serviço de linhas aéreas na região, os Pierstoffs não tinham carro e, na verdade, não podiam pagar a viagem de trem. Resolveram, então, postar a menina.

Levaram a criança aos correios e explicaram ao funcionário seu propósito. O balconista pensou que o casal era louco e argumentou que era contra o regulamento postal enviar uma criança. Mas Mr. Pierstorff pediu para ver essa norma no regulamento. O funcionário folheou o manual e não achou nenhuma linha proibindo o envio de crianças pelo Correio. 

Não houve mais discussão. Com 53 centavos de selos colados na lapela do casaco, um sanduíche para viagem, May despediu-se dos pais e foi para a sala de expedição onde sentou-se juntos aos outros pacotes

A partir daquele momento, ela tornou-se, ao menos temporariamente, propriedade do Serviço Postal dos Estados Unidos da América. Naquela tarde, ela foi despachada para a estação de trens e colocada no vagão de encomendas. Horas depois, o trem chegou em Lewiston e a preciosa "carga" foi entregue com segurança na casa de sua avó.

Desde então, o código foi alterado ganhando mais uma regra: é contra a lei enviar pessoas pelo correio.

Esta uma das 50 histórias contadas no recém lançado livro Mais Estranho Que a Ficção: A Maldição de Lincon, 187 páginas, fartamente ilustrado, de Michael Willians, jornalista e escritor. Mais Estranho Que a Ficção... está disponível na Amazon. com por US$19,95 + frete ou, diretamente com o autor, um exemplar autografado, por US$17,95 através Caixa Postal 5421, Sevirville/TN, 37864.

FONTE: WILLIAMS, Michael. Stranger Than Fiction: The Child That Was Mailed.
Sevier County News, publicado em 17/05/2012
[http://seviercountynews.com/mike-williams/stranger-fiction-child-was-mailed/30552]

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...