segunda-feira, 16 de abril de 2012

Estranhos Aparecimentos: Estranhos Homens de Estranhos Mundos




Na literatura dos fatos insólitos existem vários relatos de estranhas pessoas, estranhas aparições de indivíduos que parecem, simplesmente, "surgir" na Terra em diferentes lugares e épocas da História.


Em 1954, autoridades japonesas detiveram um homem que tentava entrar no país com um passaporte onde constava que o desconhecido era proveniente de um "país" chamado Taured. Os funcionários aduaneiros, depois de minuciosa pesquisa, foram obrigados a admitir que tal país, Taured, não existia (e não existe). Pressionado, o estranho negou-se esclarecer a localização dessa misteriosa nação e, encontrando oportunidade, desapareceu do Japão.


Em 1851, incidente semelhante aconteceu na Alemanha. Um homem que identificou-se como Joseph Vorin foi encontrado vagando na aldeia de Frankfurt-an-der Order. Detido pelas autoridades equestinado sobre sua origem, o homem respondeu que era de Laxaria, um páis localizado no igualmente ignorado continente de Sakria. Esses lugares não existem em nenhum quadrante da Terra. O homem foi considerado louco.



Em 1905, em Paris (França), um jovem foi preso pelo roubo de um pão. Falava uma língua desconhecida e, depois de um longo interrogatório, os policiais entenderam que o meliante era de um lugar chamado Lizbia. Pensaram tratar-se de uma corruptela para Lisboa e, assim, um intérprete da língua portuguesa foi chamado para comunicar-se com o rapaz. Porém, nenhum resultado foi obtido.

Prosseguindo a investigação, chegou-se à desconcertante conclusão que a língua que o jovem falava não era reconhecidapor nenhum especialista. Todavia, pôde ser estabelecido que sua fala não eraum mero murmúrio desconexo ou uma língua inventada por um doente mental. Era uma linguagem, de fato, dotada de padrões léxoicos e sintáticos.

O máximo que os investigadores alcançaram descobrir é que tal linguagem era semelhante rao esperanto. Também, este, encontrando ocasião propícia, desapareceu tão misteriosamente quanto tinha surgido.



O grande estudioso do inexplicável, o britânico Charles Fort acreditava que: a ocorrência de teletransporte interplanetário ou, mesmo, interdimensional de seres humanos, animais e objetos era um fato; fato que explicava os estranhos aparecimentos de pessoas exóticas na Terra. Ele dizia que uma investigação em asilos de loucos poderia revelar casos absolutamente extraordinários.

Em um de seus registro, C. Fort conta que: No início do ano de 1928, um homem apareceu na cidade de NovaJersey (USA) e dizia que tinha vindo de Marte. Jamais se soube de onde ele veio, realmente - mas, todos sabem para onde ele foi depois de insistir em dizer isso.



As 5 horas da manhã de 12 de junho de 1790, na pequena cidade francesa de Alençon (hoje famosa pela fina renda que se se produz), camponeses testemunharam, espantados, quando uma enorme esfera metálica desceu do céu em um estranho movimento ondulante.

A esfera aterrisou desastrosamente, com um violento impacto danificando o solo e a vegetação de uma colina. O casco da esfera estava tão quente que incendiou as plantas, que estavam secas. O fogo alastrou-se pela grama. Os camponeses acudiram, correndo até acolina com baldes de água para combater o incêndio. Conseguiram.

Uma grande multidão cercou o objeto e algumas pessoas, que ousaram tocar sua superfície constaram que, de fato, a esfera estava muito quente. Logo, autoridades foram acionadas: dois prefeitos de cidades vizinhas, funcionários locais compareceram ao lugar para verificar o ocorrido e chegaram a tempo de ver algo sensacional.

Na parte inferior da esfera, abriu-se uma escotilha e um homem estranho, vestindo uma roupa muito justa apareceu. Ele observava seus observadores com um olhar apreensivo e começou a murmurar algo em uma língua estranha. Ao mesmo tempo, fazia gestos indicando para a multidão que ficasse longe, dele e de seu veículo.

Algumas pessoas recuaram. Então, o homem apressou-se em sair da nave e saiu correndo na direção de uma mata próxima. Sentido que algo perigoso estava para acontecer, os camponeses também fugiram para longe do misterioso globo.

Segundos depois, a esfera explodiu emitindo um som abafado criando uma nuvem em forma de cogumelo. Os destroços "agonizaram" no solo e gradualmente transformaram-se em pó chiando nos últimos extertores de um objeto moribundo.

A notícia do caso chegou a Paris e um inspetor de polícia chamado Liabeuf, de lá veio, viajando mais de cem quilômetros para investigar o acidente. Ele interrogou testemunhas, incluindo os dois prefeitos e um médico que presenciaram o desastre e a explosão.

Liabeuf organizou uma busca minuciosa na mata que serviu de refúgio para o alienígena mas nada nem ninguém foi encontrado. O estranho tinha desaparecido e não havia qualquer rastro ou pista.

No relatório a seus superiores, o Inspetor sugeriu que o homem que aquele homem e seu veículo poderiam ser provenientes de outro planeta ou dimensão porém, os chefes de polícia rejeitaram a idéia classificando-a como "ridícula".

FONTE: SLEMEN, Tom. The men who fell in the Earth.
publicado em 10/11/2007
[http://www.dark-stories.com/eng/the_man_who_fell_to_earth.htm | http://www.slemen.com/]


Um comentário:

Cristina Motta disse...

Eu vi Ovnis em 3 ocasioes na minha vida, a primeira foi em 1982 em Boiçucanga litoral de Sao Paulo, ao entardecer, pairando sobre uma montanha, era uma nave Mãe, gigantesca, com inumeras janelas e compartimentos, de metal, ela permanceu ali por alguns minutos, e depois ela se foi tão rapido que nem sequer consiguimos ver p que lado , não fez barulho. naquele fim de semana ficamos o tempo todo olhando p o céu, nem sequer baixavamos os olhos para comer, fizemos vigilia para ver mais, mas ela nao voltou.
Depois em 1999, eu vi um nave metalizada cor prata em forma de charuto, na região de Angatuba, interior de São Paulo, este passou devagar,mas meu campo de visão era pequeno, atraves de uma janela, entao nao vi para onde foi, qdo cheguei a janela não consegu ver mais nada, eu era locutora de uma radio e estava no ar no momento e minha reaçao foi tao natural ,que nao me contive, acabei falando no ar, gente eu acho que acabei de ver um disco voador, logo depois começaram chegar pessoas, dizendo que tinham visto a mesma coisa, e daí foi muito emocionante, , eu nem conseguia me concentrar na locução.
A ultima ocorrencia, foi em março de 2007, eu estava numa fazendo num lugar chamado Entre Rios, municipio de Angatuba, era umas 8 da noite e estava escuro, estavamos andando num caminho indo para casa, e meu filho Matheus disse:- olha mãe, e apontou p cima, entao vimos uma nave circular, com luzes alternadas em sua base, passando lentamente sobre nossas cabeças, estava a uns 80 metros de altura, ficamos olhando p ela, pq nao imaginavamos que teria mais, daí meu filho disse de novo, olha ,olha, e olhamos p tras ,estava vindo mais, e assim passarm 5 naves, na mesma velocidade e direção, elas pareciam estar sobrevoando a castelo Branco, nesta noite, ninguem dormiu, ficamos especulando, e indagendo, misto de medo, ansiedade, curiosidade, duvidas, suposiçoes, entao ficamos mesmo com muito medo, pq era bem numa epoca que se falava em chupa cabras, mas eu meus filhos Matheus e Marcelo ainda pequenos, minha amiga Silvane e suas 2 filhas pequenas, ficamos fora da casa olhando, e olhando por horas, entao os vimos no horizonte distante, por volta de 2 da manha, eles cruzavam o céu em tremenda e espantosa velocidade, em sentidos variados, e nada parecidos com rotas de avioes, daí a ficha caiu e vimos que se tratava mesmo de algo extraterrestre, pq nada humano voa nesta velocidade e sentidos absurdos, foi emocionante, empolgante assuatador, e uma super interrogaçao colou em seu cerebro por dias e dias.
Eu sempre achei possivel haver vida fora da terra, mas tive a sorte de ter a certeza disso. quando eu conto, pessoas céticas me olham com cara de, essa aí deve ter tomado droga kkk, mas eu sei o que vi, nós sabemos. Meu nome é Cristina Motta. minha memoria nao é boa, mas estes sao momentos que nunca esquecerei.









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...