terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

O Mistério das Águas Vermelhas do Rio Beirute


LÍBANO. Quarta-feira,12 de fevereiro de 2012. No Líbano, as águas do rio Beirute amanheceram cor vermelho-sangue. A origem do fenômeno foi localizada na localidade de Furn al-Shubbak, margem sul do curso onde uma fonte não identificada começou a derramar, durante a noite, um líquido daquela cor, uma "água vermelha" no fluxo do rio.

O caso foi denunciado por funcionários dos municípios de Hadath, Hazmieh, Sin al-Fil, Furn al-Shubbak e Shiyah. Técnicos do governo foram ao local pela manhã na tentativa de identificar a causado problema mas, à primeira vista, não obtiveram sucesso em sua missão .

Testemunhas disseram ao jornal Daily Star que não é a primeira vez que o rio apresenta uma cor diferente e que, próximo a um lugar denominado cruzamento Chevrolet, a fato tem ocorrido a cada dois meses. Até este mês (fevereiro,2012), ninguém dava atenção ao fenômeno porém, desta vez, a quantidade, intensidade da cor e brilho das águas assustaram os transeuntes que observaram o rio Beirute do alto das pontes.

O ministro do meio-ambiente Nazem Khoury disse que a origem da "água vermelha" localiza-se, provavelmente, entre os municípios de Hazmieh e Baabda. Os técnicos, chefiados por Bassam Sabbagh, colheram amostras da água para determinar o agente poluidor.

Na China, em dezembro de 2011, ocorreu um fenômeno semellhante depois que uma fábrica ilegal despejou corante vermelho em um rio localizado na província de Henan. Em algumas poucas cidades do mundo, corantes não-tóxicos são despejados em certos rios em ocasiões especiais para efeito meramente decorativo, como ocorre em Chicago, quando um rio é tingido de verde na celebração do Dia de São Patrício. Evidente, esse não é o caso.

Somente o resultado do teste poderá revelar a causa do fluxo vermelho-sangue do rio Líbano. Enquanto isso, especula-se que a causa pode ser alguma substância química ou mesmo sangue, dejeto de algum matatouro irregular, talvez, instalado nas proximidades. Os testes laboratoriais tiveram início na sextta-feira (dia 17/02/2012) mas devem levar uma semana até apresentar resultados.

O chefe dos peritos - Bassam Sabbagh, também está estudando o mapa da rede de esgoto da região para auxiliar na localização da fonte. Um assessor do ministro d0 meio-ambiente, Saad Elias, acredita que a causa pode ser mesmo algum matadouro clandestino e conjecturou: Depois de passar por várias fases de processamento, a partir do abate de animais, os matadouros, não raro, armazenam enormes quantidades de sangue e partes dos animais em recipientes (Esse fato, por si somente, é - esotericamente, altamente danoso em nível astral. Meditemos...). Um desses, ilegal, poderia ter lançado tais dejetos em um canal de esgoto.

Especula-se, também, que a poluição do rio pode ter origem em alguma fábrica de tinta porque existem muitas dessas fábricas instaladas na cidade de Hadath. Enquanto os bioquímicos trabalham no laboratório, o promotor de Beirute determinou que também as Forças de Segurança investiguem o assunto.

FONTE.: MEGUERDITCHIAN, Van. Beirut River mysteriously runs blood red.
IN Daily Star/Líbano, publicado em 16/02/2012
[http://www.dailystar.com.lb/News/Local-News/2012/Feb-16/163449-beirut-river-mysteriously-runs-blood-red.ashx#axzz1mdinKtWx]


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...