segunda-feira, 16 de maio de 2011

Vladimir Putin – Reencarnação de Paulo, o Apóstolo


Vladimir Putin, primeiro ministro da Rússia. Foto: Reuters.

RÚSSIA – É curioso observar a sobrevivência robusta da religiosidade mística, das superstições e crenças na Rússia pós-moderna, depois de décadas de um regime político que reprimia esses práticas públicas religiosas.

Especialistas estimam que existem hoje, na Rússia, cerca de 700 seitas que reúnem entre 600 a 800 mil seguidores. A mais recente destas crenças prega a veneração do primeiro ministro do país.

Bizarra, a seita é integrada somente por mulheres que consideram (ou resolveram que, sabe-se lá por qual raio de motivo) Vlatimir Putin, 58 anos (em 2011) – a reencarnação do apóstolo cristão Paulo. 

A seita surgiu em uma aldeia ou pequena cidade, Nizhny, a cerca de 250 km de Moscou. Suas fiéis acreditam que Putin/Paulo foi enviado por Deus para cumprir uma missão.

A fundadora da seita, Svetlana Frolova, que autodenomina-se Mãe Flotina, tenta explicar a relação:  

De acordo com a Bíblia, o apóstolo Paulo foi um comandante militar e um perseguidor de cristãos, um homem mau, antes de começar a pregar o Evangelho.

Nos seus dias de KGB, também Putin cometeu graves erros. Mas depois que se tornou presidente ele foi tomado pelo Espírito Santo. Agora é um apóstolo conduzindo sabiamente seu rebanho. É difícil para ele mas ele está cumprindo sua missão heróica como apóstolo [isso eu chamo "forçar a barra" para justificar uma idéia].


Um relatório divulgado por líderes da seita diz que seus membros são todos mulheres que se vestem como freiras e dedicam-se à oração pelo sucesso de Putin. 

Elas rezam em frente a um altar guarnecido com ícones (imagens de santos) da Igreja Cristã Ortodoxa e um retrato do primeiro ministro. Ao invés de hinos religiosos, preferem cantar as velhas canções patrióticas da Rússia soviética.

O Putianismo tem suas disciplinas. Como devotas de um crítico das oligarquias, elas sobrevivem com uma dieta espartana de nabos, cenouras, ervilhas e trigo. 

O padre Alexei, da igreja de Nizhny desconsidera a seita que define como uma mistura sem sentido de cristianismo, budismo, ocultismo e política (bem indigesto). Mas não acha que a fundadora, Mãe Flotina, seja uma louca.

Confuso, o porta-voz de Putin, Dimitri Peskov, procurado pela imprensa para falar do assunto mostrou-se supreso e comentou:  

Esta é a primeira vez que ouço falar desse grupo religioso. É impressionante que considerem de tamanha grandeza o trabalho do primeiro ministro mas eu gostaria de lembrar um mandamento bíblico: Não adorareis falsos ídolos...

FONTE: OSBORN, Andrew. All-female sect worships Vladimir Putin as Paul the Apostle.IN Telegraph/UK, publicado em 12/05/2011
[http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/russia/8509670/All-female-sect-worships-Vladimir-Putin-as-Paul-the-Apostle.html]

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...