terça-feira, 7 de setembro de 2010

Sudário: A Transubstanciação do Corpo de Cristo


Perfil 3-D do rosto retratado no Sudário de Turim.
Foto: History Channel

MISTÉRIOS RELIGIOSOS – O estudo foi conduzido pelo historiador Mark Antonacci, fundador presidente da Fundação Ressurrection of the Shroud, sem fins lucrativos e autor do livro The Ressurretion of The Shroud, e o físico Arthur C. Lind, doutor Ph.D.. pelo Renssealer Polytechnic Institute [Universidade de pesquisa privada localizada em Nova Iorque, USA – fundada em 1824], publicaram um artigo, Particle Radiation From The Body [A Partícula de Radiação do Corpo].

No estudo, os pesquisadores defendem a tese de que a imagem do Crucificado no Sudário foi produzida por radiação emanada do próprio corpo do supliciado. Os desdobramentos da teoria são extremamente favoráveis à idéia defendida pela doutrina Cristã, de que houve um processo de Ressurreição extraordinário.

A imagem do Santo Sudário mostra-se, à luz das análises científicas, como uma espécie de fotografia do corpo de Jesus capturada pelo tecido no instante mesmo da chamada Ressurreição. 

Essa Ressurreição, todavia, não precisa, necessariamente referir-se à estrutura física, corpo físico do Cristo. Em sua análise, Antonacci e Lind encontram cerca de 29 fenômenos únicos ou incomuns que os cientistas encontraram no Sudário ao longo de quatro décadas de exames. Entre esses 29 fenômenos, destacam-se:

* A nitidez da imagem ao longo do tempo: a imagem não se desvanece.

* A coloração uniforme de cada fibra do linho

* Todas as fibras são coloridas com a mesma intensidade

* Oxidação e desidratação das fibras

* Estabilidade da imagem ainda que sujeita à ação de água ou calor

* Resistência da imagem, isolubilidade quando submetida aos ácidos, solventes e anti-oxidantes.

* Nitidez igual da imagem em ambos os lados do tecido.


Imagem de computador 3-D do corpo
com base nas informaçõesencontradas
no Sudário de Turim. Foto: History Channel

Todas essas características podem ser explicadas pela radiação e somente a radiação pode explicar todas elas juntas, explicam os cientistas. 

Por exemplo: as imagens frontal e dorsal, frente e costas do corpo do Sudário estão impressos no tecido com a mesma intensidade, independente da natural pressão ou peso do corpo sobre os tecido nas costas.

Essa radiação à qual referem-se os pesquisadores é/ou-foi uma luz gerada de dentro para fora do corpo. Escrevem Antonacci e Lindi: A fonte de luz não tem origem fora do corpo, pano ou túmulo, antes, vem do próprio corpo.

Em termos simplificados, a hipótese destes estudiosos é de que o corpo Jesus, tornou-se inconsistente, desmaterializou-se instantaneamente deixando para trás partículas elementares de matéria, tais como prótons, nêutrons e ondas eletromagnéticas, como raios Gama.

O artigo conclui: A experiência adquirida em mais de um século de investigações sobre o Sudario; exames médicos, arqueológicos, paleontológicos, históricos reafirmam a autenticidade do Sudário não apenas como mortalha de Jesus, o cristo mas, reafirmam a autenticidade de cada elemento de sua Paixão, crucificação, morte, sepultamento e ressurreição, tal como descrito nos Evangelhos.

LINKS RELACIONADOS


FONTE: CORSI, Jerome, R. Shroud a 'radiation photo' of resurrection?
IN World Net Daily publicado em 04/09/2010.
[http://www.wnd.com/?pageId=199013]

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...