quarta-feira, 16 de junho de 2010

Dossiê Satanismo: Sacrifícios na Rússia



RÚSSIA – Na cidade histórica de Yaroslav, há 150 milhas a nordeste de Moscou [capital do país], entre 23 e 29 de junho de 2008, oito jovens que se dizem membros de uma seita satânica foram presos, acusados de quatro assassinatos macabros. Agora, eles serão julgados. Os réus admitem que os crime foram rituais de sacrifício.

Os homicídios foram praticados em um local remoto, uma floresta próxima a Yoroslav. Duas vítimas foram executadas a cada uma das duas duas noites de rituais.

Os quatro sacrificados, que tinham idades entre 15 e 17 anos, eram três garotas e um rapaz: Olga Pukhova, Anna Gorokhova, Varnya Kuzmina e seu namorado, Andrei Sorokin. Os quatro se definiam, em termos de postura socio-cultural como góticos e emos. Convidados pelos homicidas para se divertir, reuniram-se todos para beber em volta de uma fogueira. Uma vez embriagados, os quatro foram dominados e destinados ao sacrifício.

Os auto-denominados adoradores do Diabo, seguindo parte do ritual, esfaquearam cada uma de suas vítimas 666 vezes [francamente eu teria perdido a conta antes de à vigésima quinta facada...], o número da Besta segundo algumas interpretações de textos apocalípticos.

Depois de abaterem suas vítimas, os acusados desmembraram-nos, cozinharam e comeram partes dos cadáveres, especificamente, as línguas e os corações. Os restos foram enterrados em uma grande vala que os satanistas marcaram com uma cruz invertida em cujo cimo foi pensurado um gato morto [FOTO ACIMA].




Dois dos carrascos: Ksenia Kuznetsova and Nikolai Ogolobyak,
líder do grupo. Outros acusados identificados são Alexander
Voronov and Anton Makovkin.



As vítimas: Andrei Sorokin, Olga Pukhova, Varya Kuzmina
and Anya Gorokhova


Os investigadores de polícia descobriram que a seita foi formada em 2006. Sua doutrina e práticas foram estabelecidas a partir de informações encontradas na internet. A Iniciação começava com a morte de cães e gatos. O passo seguinte, naturalmente, foi o sacrifício de seres humanos.

Dos sete acusados, quatro eram menores de 18 anos na época dos assassinatos. Todos pertencem a famílias bem situadas financeiramente. O caso foi investigado sob segredo de justiça até a identificação dos autores dos crimes. Os sete acusados admitiram a autoria dos homicídios. Eles também responderão por roubo e profanação de cadáveres. A população e as autoridades ficaram chocadas tanto mais que, até agora, não ficou claro qual o objetivo do sangrento ritual.

Um dos assassinos chegou a passar algum tempo em tratamento psicológico que, evidentementem, de nada serviu. Depois de preso, o rapaz recusa renunciar às suas crenças. Ele declarou: Satanás vai me tirar dessa. Eu consegui muitas vítimas para ele.

Na Rússia, bem como em outros países do leste europeu, multiplicam-se os casos de assassinatos, estupros e profanações perpetrados por membros de cultos que se auto-denominam satânicos e atuam conforme todos os clichês populares que caracterizam o Satanismo.


FONTES

OSBORN, Andrew. Satanic cult teens 'sacrificed' victims then ate them.
IN Telegraph, UK – publicado em 24/05/2010
[http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/russia/7760270/Satanic-cult-teens-sacrificed-victims-then-ate-them.html]
HAYWOOD, Lynsey. Knifed 666 times each and eaten.
IN The Sun, UK publicado em 16/09/2008
[http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/news/article1692637.ece]



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...