domingo, 13 de setembro de 2009

Auto-medicação...


Antes e depois: o tempo e prata não fizeram nehum bem a este
sujeito. E este editor, an old monkey, desconfia seriamente que,
muito provavelmente, a dermatite era de fundo puramente emocional...

Paul Karason, 58 anos [em 2009] ficou azul! Ele foi azulando durante os mais de dez anos que passou se auto-medicando com um composto de prata; era para tratar uma dermatite no rosto. Ele mesmo preparava a prata coloidal, uma suspensão de prata em uma base líquida, no caso, água destilada. Ou seja, ele bebia prata, mesmo. A prata, de fato, é dotada de propriedades antibacterianas e foi usada no combate de infecções por milhares de anos. Mas o advento da penicilina e outros antibióticos praticamente aposentou [mas não erradicou] o tratamento.

Somente em 1999 a FDA [Food and Drug Administration, referência de confiabilidade mundial na área de medicamentos] proibiu o uso da prata como antibacteriano precisamente por causa do fenômeno chamado argiria: a reação da prata impregnada nos tecidos do corpo, especialmente a pele, quando exposta à luz. A foto-sensibilade faz com o sujeito fique azul, com essa aparência de mutante [ou Papai Noel Smurff, como prefere o texto em inglês]. Mesmo com a suspensão do tratamento, o azul da pele fica para o resto da vida porque a substância não se dissipa com o tempo.

Sabedoria Milenar ─ Todos sabemos, médicos são caros e suspeitos. Sistema público, grande humilhação. Porém, nós pós-pós, nós, em 2009! Antes de se auto-medicar consulte mestre Google. Meditemos...

Fonte: Man turns BLUE after he self-medicates for a skin condition
IN Dailymail ─ publicado em 11/09/2009
[http://www.dailymail.co.uk/news/worldnews/article-1212557/Blue-man-Paul-Karason-blue-self-medicates-silver-skin-condition.html]


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...